A camisa da discórdia

Pense rápido e responda: o resultado de uma ação de marketing criativa com o amor verdadeiro de alguns torcedores só pode trazer boas coisas para o clube, certo? Geralmente sim, mas talvez não. O caso do Vélez Sarsfield e sua polêmica camisa, lançada nesta segunda-feira, é uma prova disso.

A Topper, empresa fornecedora de material esportivo, teve uma ideia: inserir beijos de 11 torcedores cadastrados em uma ação intitulada “Mi amor por Vélez”, na qual 11 torcedores escolhidos entre os cadastrados teriam a oportunidades de marcar o uniforme de seus times de coração com beijos. A camisa será utilizada na estreia do Fortín no Torneo Clausura contra o Godoy Cruz. Ou não.

Um grupo de torcedores, indignado com o design “diferente” do uniforme, protestou no Twitter e emitiu nota, com os dizeres: “Acreditamos que é um projeto muito pouco sério e desprestigia a camiseta e a imagem do clube”. O objetivo do grupo, liderado pelo torcedor Federico Presmanes, é recolher assinaturas para impedir que a camisa da discórdia entre em campo junto com os jogadores.

E você, leitor? Qual a sua opinião sobre a iniciativa e a camisa do Vélez?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo