99,99999999999% definidos

Schalke 04 x Internazionale e Real Madrid x Tottenham eram dois confrontos das quartas de final da Liga dos Campeões cujos favoritos já pareciam bem definidos. A maioria esmagadora das análises dava Internazionale e Real Madrid como francos favoritos para chegarem às semifinais. Até mesmo aqui: a Trivela não fez guia das quartas, mas a gente apostava francamente em interistas e madridistas – para nem falar dos nossos amigos d'A Várzea, que disseram ser o Schalke 04 “molezinha”…

Pois é, e os destinos dos confrontos que iniciaram-se nesta terça parecem, no mínimo, bastante previsíveis. No Santiago Bernabéu, tudo como dizia o roteiro. A abertura rápida do placar, por Adebayor, já dava muita tranquilidade ao Real Madrid. E a burrice cometida por Peter Crouch (cartão amarelo aos oito minutos de jogo, expulsão aos 15) tirou ainda mais poder ofensivo dos Spurs, já cautelosos na escalação.

No restante da etapa inicial, a equipe inglesa até conseguiu algumas chances boas. Mas, no segundo tempo, os Merengues se soltaram de vez. Tiveram poucas dificuldades, pressionaram muito mais no ataque, e conseguiram uma grande goleada. A ampla vantagem os torna mais favoritos do que já eram. E, mesmo em White Hart Lane, o time de Harry Redknapp não parece capaz de superar um Real seguro o bastante para sonhar com a volta ao título que mais gosta de vencer.

E, pelo modo como começou o jogo em San Siro, a Internazionale poderia muito bem ter encaminhado a classificação sem dificuldades. Era o que fazia prever o belíssimo gol de Stankovic. Só que, ao contrário do que se podia prever, o Schalke 04 manteve sua postura relativamente corajosa em campo. Foi premiado com o empate. Só que o gol de Milito, surgido numa falha da defesa do time de Gelsenkirchen, fazia crer que o rumo do jogo seria normal.

Mas Edu não permitiu isso, empatando rapidamente. E o prosseguimento da partida exibiu uma superioridade tão grande quanto justa dos Azuis Reais. Se a defesa e o meio-campo se esforçavam na marcação, Raúl, Jurado, Farfán e Edu eram constante fonte de perigos para a defesa interista, ferida de morte pela ausência de Lúcio – e pela atuação desastrosa de Chivu, escalado pela segunda vez para substituir o brasileiro, e expulso pela segunda vez. E, pela fragilidade dos defensores da Beneamata nesta terça, o 5 a 2 do Schalke foi prova justa do merecimento do resultado.

E este só provou a importância que Lúcio tem para a defesa interista. Ah, sim: e provou como fica cada vez mais difícil ignorar a capacidade que Raúl tem. Além, obviamente, de deixar o time de Leonardo com a tarefa quase impossível de evitar a classificação da equipe de Ralf Rangnick.

Termine-se este texto com uma frase: só não dá para cravar uma porcentagem ainda maior de definição destes jogos da LC porque falamos de um esporte chamado futebol.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo