20 anos de união

A Alemanha viverá uma celebração da história de seu futebol neste sábado, em Leipzig, quando uma equipe formada por campeões mundiais em 1990, representando a antiga Alemanha Ocidental, enfrentará uma seleção de jogadores que defenderam a Alemanha Oriental.

No domingo, dia 21 de novembro, comemora-se o 20º aniversário da reunificação das duas federações. Leipzig foi o palco da reunião que selou a fusão, 49 dias após a reunificação oficial do país. A cidade ainda foi a única sede da Copa do Mundo de 2006 localizada no território alemão-oriental.

A existência da Alemanha Oriental no futebol foi marcada por uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1976, beneficiada pela condição de amadorismo dos jogadores do país, de acordo com as regras vigentes no período. Mas o momento mais lembrado é a vitória por 1 a 0 sobre a Alemanha Ocidental na Copa do Mundo de 1974, no único confronto entre as duas seleções.

Jürgen Sparwasser entrou para a história como autor do gol da vitória, que acabou deixando os alemães-orientais com um caminho mais difícil, em um grupo semifinal com Holanda, Brasil e Argentina. Mas quem imagina que a Alemanha Ocidental facilitou a vida dos vizinhos certamente ignora a história de rivalidade e diferenças políticas.

“Basta colocarem 'Hamburgo 1974' no meu túmulo que saberão quem está lá”, disse Sparwasser ao site da Uefa, referindo-se ao local da partida.

Um dos últimos jogos da Alemanha Oriental foi um amistoso contra o Brasil no Maracanã, às vésperas da Copa do Mundo de 1990: empate por 3 a 3.

A história alemã-oriental no futebol se encerrou com vitória por 2 a 0 sobre a Bélgica, em setembro de 1990. A partida deveria valer pelo grupo 5 das Eliminatórias da Eurocopa de 1992, mas acabou tendo caráter apenas amistoso. Curiosamente, a Alemanha Ocidental estava no mesmo grupo.

A Alemanha unificada estreou em um amistoso contra a Suíça, goleando por 4 a 0, em dezembro de 1990 (no vídeo abaixo, a entrada em campo e os hinos nacionais).

Jogadores como Matthias Sammer (que seria Bola de Ouro em 1996) e Andreas Thom, que representavam o lado oriental, reforçariam a equipe campeã do mundo. Mas, neste sábado, pelo menos por 90 minutos, viverão novamente a experiência de defender a “DDR”.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo