Será que a Copa América agora vai? Depois de um começo lento, com arquibancadas vazias e gramados maltratados, a principal competição do continente abre nesta quinta-feira (27) a sua fase de mata-matas. E serão quatro jogos que prometem agitar não apenas o fanático por futebol, mas também os apostadores que farejam os lucros das cotações das casas de apostas que, mais uma vez, distribuem grandes quantias aos que se dispõe a desbravar a imensidão de ganhos dos atuais mercados esportivos, como chamam os entendidos neste ramo que cresce a cada instante em todo o mundo.

O jogo da seleção brasileira é o que envolve o maior ganho de todas as quartas de final da Copa América – até porque, convenhamos, uma eliminação da equipe de Tite em casa é a combinação mais difícil de se concretizar. De acordo com o site especializado em apostas OddsShark.com, a vitória da seleção de Tite sobre o Paraguai devolve meros R$ 1,16 a cada R$ 1,00 apostado. Para quem está chegando agora, convém explicar melhor: quem apostar R$ 100 no triunfo do Brasil faturaria R$ 16,00 com este desfecho.

As outras cotações para a partida da quinta-feira são bem superiores, rendendo muito mais e contrariando a previsão de vitória brasileira: o empate no tempo normal pagaria R$ 7,50/R$ 1,00, o que é um valor realmente raro de se obter por aí em qualquer competição, até mesmo fora do futebol, e uma vitória paraguaia seria, além de uma das maiores surpresas da história da Copa América, uma combinação que renderia uma verdadeira bolada, pagando 17 para 1. Caso os comandados pelo argentino Eduardo Berizzo consigam tal façanha, quem apostar R$ 10, por exemplo, terminaria a semana com nada menos que R$ 170. A partida será disputada às 21h30 (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, e vai ser mesmo uma ocasião e tanto para conferir as subidas e descidas das cotações que ficam disponíveis também enquanto a bola rola.

Como os entendidos já sabem, o mundo das apostas vai muito além do básico “ganhador, perdedor ou empate”. É possível, por exemplo, cravar qual é o placar que surge com a cotação mais provável para este Brasil x Paraguai de Porto Alegre: trata-se da vitória brasileira por 2 a 0, valendo R$ 5,25 a quem antecipar o desfecho. Há outras combinações que demonstram merecer a atenção do apostador. O básico 1 a 0 para o Brasil rende R$ 6,50, com outra boa opção aparecendo com um 3 a 0 que ofereceria R$ 6,00 a cada R$ 1,00. A conta é redonda: com tal placar, quem apostar R$ 10, por exemplo, faturaria R$ 60 apenas nesta opção de ganho.

Quem imaginar uma zebra paraguaia com placar incluído pode, claro, levantar ainda mais os seus lucros. O 1 a 0 paraguaio está pagando R$ 31,00 a cada R$ 1,00 apostado, enquanto o 2 a 0 causaria uma verdadeira catarse em quem arrebatar simplesmente R$ 101,00/R$ 1,00.

Outras opções de lucros – desta vez com mais probabilidade e menos arrojo envolvido? Segundo o OddsShark.com, quem cravar um 0 a 0 pode faturar R$ 12,00 a cada R$ 1,00 apostado. Depois de fazer cinco no Peru, quem imaginar o total de gols do Brasil passando dos três tentos tem a chance de faturar R$ 1,92/R$ 1,00 só nisso.

E já apostar no título do Brasil, alguém arrisca? Caso a seleção de Tite confirme seu favoritismo e dê a volta olímpica na competição, o lucro será de R$ 2,00 a cada R$ 1,00 apostado, exatamente o dobro. Quem aparece na segunda colocação na lista dos odds é o Uruguai de Suárez e Cavani, que hoje pagaria R$ 5,00/R$ 1,00 a quem confiar os seus créditos em uma conquista que seria realmente épica para a esforçada Celeste Olímpica.

As demais seleções aparecem consideravelmente atrás, embora uma aposta ousada para o momento seja o título da competente Colômbia, que terminou a fase de grupos com nove pontos em nove possíveis. A seleção do técnico português Carlos Queiróz foi, nos números, a melhor da competição até aqui, e um título seu representaria nada menos que R$ 6,00/R$ 1,00. Os “cafeteiros” têm pela frente um desafio considerável já nas quartas, quando enfrenta o Chile, o atual campeão da competição.

Fechando o “top 4” do continente está a Argentina, que segue sem engrenar e muito menos encantar. A equipe que conta com Lionel Messi aparece pagando R$ 6,50 a cada R$ 1,00 investido em seu título. Pelo menos nos odds, não há muito espaço para imaginar uma eliminação azul e branca antes das semifinais. A vitória da Venezuela sobre Messi, Agüero e companhia devolve R$ 6,25 a cada R$ 1,00, enquanto o triunfo da Alviceleste está cotado com meros R$ 1,25/R$ 1,00.

Os odds das quartas de final da Copa América:

27/06 – 21h30 – (R$ 1,16) Brasil x Paraguai  (R$ 17,00) (Empate R$ 7,50)
28/06 – 16h00 – (R$ 6,25) Venezuela x Argentina (R$ 1,25) (Empate R$ 3,95)
28/06 – 20h00 – (R$ 2,10) Colômbia x Chile (R$ 3,70) (Empate R$ 3,15)
29/06 – 16h00 – (R$ 1,77) Uruguai x Peru (R$ 5,50) (Empate R$ 3,15)

Odds para ser campeão da Copa América:

Brasil: R$ 2,00
Uruguai: R$ 5,50
Colômbia: R$ 6,00
Argentina: R$ 6,50
Chile: R$ 10,00
Peru: R$ 34,00
Venezuela: R$ 41,00
Paraguai: R$ 101,00

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.