Por Jaiane Valentim (@jah_valentim)

Ao longo dos seus 105 anos de história, o Corinthians ficou marcado pela tradição de seu uniforme: camisa branca e calção preto. Mas no início não era bem assim. A primeira camisa que o Timão usou, em 1910, foi em tom creme. Os punhos e a gola tinham faixas pretas e o calção era branco. Reza a lenda que os donos do clube perceberam que a camisa creme desbotava após diversas lavagens e não havia dinheiro para repor novas peças, já que produzir um uniforme desta cor custava caro na época. Com isso, a camisa branca foi adotada após dois anos de seu nascimento, em 1912. Em 1920 surgiu o uniforme que efetivamente se tornou a cara do Corinthians: camisa branca, calção preto e meias brancas. E em 1940 surgiu a ideia da camisa preta; em 1945 a primeira camisa listrada.

LEIA TAMBÉM: Corinthians abusou das histórias de redenção no roteiro do título brasileiro

Hoje, é difícil não associar o preto e branco do time. Mas, com as mudanças de estratégia de marketing dos últimos anos, por vezes o preto e branco foi posto de lado para dar vez a camisas que fogem à tradição. A ideia começou em 2008, quando o clube adotou o terceiro uniforme. A partir daí, a terceira opção corintiana sempre foi calcada em alguma homenagem.

A Trivela relembra seis uniformes não tradicionais do hexacampeão brasileiro:

2008, 2009 e 2010 – Corintiano Roxo: no ano em que o Corinthians jogou a Série B do Campeonato Brasileiro, a diretoria resolveu retribuir todo apoio que recebeu da fiel. A ideia era ter um bom retorno financeiro vendendo produtos que tivessem “a cara da torcida”, como camisa com os dizeres do canto símbolo do retorno à série A, “eu nunca vou te abandonar”, e uma camisa de jogo roxa, que homenageava o torcedor corintiano roxo. Apesar da polêmica causada à época, a camisa fez sucesso. Cerca de 3.100 camisas vendidas antes mesmo de ter sido estreada.

A ideia foi repetida em 2009, sendo usado um tom mais escuro de roxo e listras pretas. Porém, as vendas não superaram o sucesso da primeira. Em 2010, ano de seu centenário, o roxo também foi predominante. Desta vez, a camisa era preta com uma cruz roxa, que simbolizava São Jorge. O escudo era dourado. Esta foi a primeira vez na história que o Corinthians jogou com um escudo não tradicional. Entre as três, esta foi a que menos agradou e, consequentemente, menos vendeu. O uniforme foi pouco utilizado pelo time.

Camisas roxas do Corinthians

 

2011 – Torino: O uniforme do pentacampeonato do Timão ficou marcado, também, pela utilização da camisa grená. Com boa aceitação da torcida, a camisa tinha uma marca d’água de São Jorge em preto e sua cor era inspirado no time italiano Torino (em 1949 ocorreu o trágico acidente aéreo que matou 18 jogadores do clube) – no ano da tragédia, o Corinthians usou o uniforme do Torino em uma partida contra a Portuguesa, pelo Campeonato Paulista. A camisa foi eleita a mais bonita do mundo em 2011 pelo site britânico Subside Sports.

camisa grená Corinthians

2012 – Homenagem a São Paulo: No início do ano de 2012, no Campeonato Paulista, o Corinthians juntamente a Nike, resolveu inovar mais uma vez. Naquele ano, o Timão jogou as partidas do Paulista com um uniforme cinza. O mapa da cidade de São Paulo estava estampado na camisa, em um tom mais claro. O uniforme não foi sucesso de vendas, afinal, as camisas daquele ano que bombaram foram as da Libertadores e Mundial de Clubes.

camisa cinza Corinthians

2013 – Quando o Corinthians representou a Seleção Brasileira: Mais vendida do que a camisa cinza, o investimento da Nike em uma camisa azul para o alvinegro não agradou tanto assim. A camisa azul utilizada em parte dos jogos do Campeonato Brasileiro daquele ano homenageava o dia em que o Corinthians representou a Seleção Brasileira em um amistoso contra o Arsenal, em 1965.

camisa-azul-corinthians

 

2014 – Em homenagem a Copa do Mundo: No ano em que a mais importante competição de futebol do mundo aconteceu no Brasil, a Nike resolveu criar uma camisa amarela para o Timão, em homenagem a Seleção Brasileira. A camisa, utilizada nos campeonatos Paulista (2014 e 2015) e Campeonato Brasileiro, também foi fiasco de vendas.

camisa-amarela Corinthians

2015 – Terrão: Para comemorar os 105 anos de história e homenagear as “crias” do time, o Corinthians lançou no final do ano uma camisa laranja, simbolizando o terrão – apelido dado ao local onde são formados jogadores do clube. A camisa parece ter sido bem aceita. No primeiro final de semana da nova loja do clube, localizada dentro de sua Arena, em Itaquera, foram vendidas 400 peças.

Nova camisa alternativa (Divulgação)
Nova camisa alternativa (Divulgação)