Abdelhak Nouri permanece com movimentos e interações bastante limitados. Após sofrer um ataque cardíaco em 2017, que provocou sérios danos cerebrais, a antiga promessa do Ajax atravessa um processo lento de recuperação. Atualmente recebe os cuidados em casa e segue acamado, mas fora do coma, realizando apenas atividades mais básicas – como comer e espirrar. Sua maneira de se comunicar é feita com as sobrancelhas. E, apesar de todas as limitações, Appie se emocionou ao saber do sucesso do amigo Donny van de Beek. Nesta semana, o meio-campista ligou ao amigo de infância para contar que jogará no Manchester United. Segundo o próprio pai de Nouri, as lágrimas rolaram sobre o rosto do rapaz, ao saber da notícia.

VEJA TAMBÉM: Com a sobrancelha, Abdelhak Nouri aconselhou De Jong a acertar com o Barcelona.

Van de Beek e Nouri atravessaram juntos toda a ascensão rumo aos profissionais do Ajax. Atuaram em diferentes níveis na base e também nas seleções menores. Quando buscavam suas primeiras chances no elenco principal é que aconteceu o incidente com Appie. Segundo pessoas no clube, Van de Beek foi quem mais sentiu o baque, mas a relação se fortaleceu desde então. O meio-campista costuma conversar diariamente com os familiares de Nouri e auxiliar de diversas formas. Em homenagem, o novo reforço escolheu a camisa 34 no Manchester United, mesmo número vestido por Appie nos Godenzonen.

“Os olhos de Appie pareceram muito brilhantes de repente, ele tinha lágrimas de alegria em suas bochechas e ficou claramente emocionado quando ouviu a voz de Donny. Donny é como um filho para nós. Todos em nossa casa estavam muito comovidos, contentes com a maravilhosa transferência de Donny. Foi um dia especial”, contou Mohamed Nouri, o pai de Abdelhak.

“A camisa 34 é mais um sinal de que Appie não será esquecido. Todos esses lindos gestos nos dão muita força, mas com Donny isso cria um sentimento diferente. Ele é muito parecido com Appie, com um lindo caráter e uma relação forte com o Ajax. Ele nos convidou para irmos a Manchester e com certeza iremos. Não podemos ir todos juntos, porque Appie precisa de ajuda, então devemos nos revezar”, complementou.

Van de Beek também virou muito amigo de Mo, o irmão mais velho de Nouri. Os dois continuam conversando diariamente, e não apenas para tratar de assuntos relativos a Appie. Ao Telegraaf, Mo explicou um pouco mais a relação e o sentimento especial que sua família tem por Van de Beek.

“Exatamente como gostaríamos que Appie desse esse belo passo, nós ficamos felizes por Donny. Ele é mais que um amigo, realmente faz parte da família. Passo quase todos os dias com Donny, com seu irmão e com seus pais. Agradeço a eles por terem me ajudado a pegar gosto pelo futebol novamente. Agora eu jogo pelo Veensche Boys [antiga equipe de Van de Beek, que o meio-campista continua apoiando]”, declarou Mo.

“Donny precisou me manter calmo do outro lado da linha. Quando nós conversávamos sobre as negociações, eu ficava nervoso e perguntava por que demorava tanto. Então Donny apenas me dizia para relaxar, que tudo daria certo”, complementou o irmão de Appie. “A namorada de Donny costumava cuidar da minha filha. Vou sentir falta desses momentos, dos dias em que passamos na praia com nossas famílias. Mas o importante é que Donny vai incendiar Manchester. Sei que André e Gerdina, os pais dele, sempre terão as portas abertas para nós. Seu irmão, Rody, também continuará por aqui”. Uma amizade tão bonita, que poderá ser notada na camisa de Van de Beek a cada vez em que ele entrar em campo.