Sebastian Polter é um jogador importante da história recente do Union Berlim. Defendeu-o mais de 100 partidas, fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Hertha Berlim no primeiro dérbi entre as duas equipes pela Bundesliga, havia contribuído para a campanha do inédito acesso e se esforçava para ser próximo dos torcedores. Aos 29 anos, porém, não defenderá mais o clube após ter sido suspenso até o fim do seu contrato por não ter sido solidário de acordo com os padrões do Union Berlim.

A relação vinha definhando. Segundo um artigo da Kicker, Polter às vezes passava a impressão de que “seus interesses pessoais eram sua prioridade” e havia confirmado em fevereiro que deixaria o Union Berlim ao fim do seu contrato, válido até 30 de junho, porque não se sentia valorizado. Não vem muito utilizado nesta temporada e teria recebido uma proposta de renovação com base em desempenho. Fez 13 partidas, apenas duas como titular, um total de 326 minutos.

A despedida foi precipitada por motivos que ainda não foram oficialmente confirmados pelo clube, mas que, pelos relatos da imprensa alemã, tem a ver com a recusa de Polter de se adequar ao plano de ajuste salarial por causa da pandemia de coronavírus. É o que diz o artigo do setorista do Union na Kicker e esta matéria do Bild. Segundo ela, Polter estava disposto a adiar seus vencimentos desde que fosse em seus próprios termos.

A divergência, em um clube notório pelo seu senso de comunidade e coletividade, teria sido a gota d’água para Polter, fora das seis partidas restantes do Union Berlim na Bundesliga. Ele continuará treinando com a equipe principal até o fim do seu contrato.

“É um valor fundamental do Union Berlim que nós ‘unioners’ formemos uma comunidade baseada em solidariedade, na qual apoiamos uns aos outros e nosso clube. Sebastian foi o único jogador de todo o departamento, considerando equipe principal, comissão técnica e funcionários de apoio, que infelizmente não fez isso”, disse o presidente do Union Berlim, Dirk Zingler, em nota oficial.

“Não é compreensível para nós e muito decepcionante. A tarefa mais urgente, especialmente em momentos difíceis, é proteger a coesão de todos os funcionários e jogadores do clube para não prejudicar nossos objetivos esportivos. Portanto, decidimos que Sebastian não será mais relacionado para nossos jogos”

Polter chegou ao Union Berlim em janeiro de 2017 e fez um total de 104 partidas, com 46 gols. Seu último jogo foi justamente o clássico contra o Hertha Berlim, na segunda rodada após o retorno da Bundesliga, entrando no segundo tempo.

.