O Schalke 04 estreou na Bundesliga com as armas da temporada passada. O atacante Klaas-Jan Huntelaar continua sendo a estrela do time e marcou dois gols. O lateral esquerdo Fuchs foi destaque, assim como na temporada passada. Mas o time também apresentou os mesmos defeitos da temporada passada, falhando na defesa e tendo dificuldade em reagir. O Hamburg, por sua vez, foi muito bem no jogo, mas mostrou fragilidade para defender o resultado, mesmo estando duas vezes em vantagem. O excelente jogo deixou os torcedores dos dois times esperançosos que é possível ir longe, mas precisarão diminuir os erros.

Tanto Schalke 04 quanto Hamburg podem ser considerados times grandes da Alemanha, mas não conseguem competir de verdade pelo título há muitos anos. A última vez que o Hamburg foi campeão foi em 1982/83, temporada que fez a final do Mundial com o Grêmio e acabou derrotado. O Schalke 04 vive um jejum ainda maior: foi campeão pela última vez em 1957/58. Os dois clubes são tradicionais e têm muitos torcedores. Na Renânia do Norte-Vestfália, o Schalke só está atrás em torcida do Borussia Dortmund, e mesmo assim, por muito pouco. No norte, onde fica o Hamburg, o time é o segundo mais popular, atrás do Werder Bremen. São duas torcidas fanáticas da Alemanha que começam a temporada esperançosas.

O jogo começou alucinante, com um gol de Huntelaar, em passe de Draxler, com menos de dois minutos. O Schalke começava muito bem no jogo e tudo indicava que seria uma estreia com alegria. Só que aos 11, em um pênalti, Rafael van der Vaart empatou para o Hamburg e, pouco depois, Maximiliam Beisler marcou mais um, de cabeça, em cruzamento para a área, aos 23 minutos. Com o jogo nas mãos, o Hamburg tentava gastar o tempo. Muito cedo para isso.

No final do primeiro tempo, também em um cruzamento, Huntelaar empatou o jogo, em cruzamento para a área e mais um vacilo defensivo do Hamburg. O time do norte ainda mostraria o mesmo problema no segundo tempo, mas antes, pularia na frente mais uma vez. Em novo cruzamento para a área, Lasse Sobiech subiu de cabeça, aproveitando que Joel Matip ficou olhando só para a bola, e colocou de novo o Hamburg na frente.

E eis aí o problema. O Hamburg conseguia um resultado incrível, mas não soube administrar. Suas falhas defensivas acabariam por cobrar a conta na pressão bagunçada do Schalke. O gol de empate veio com o atacante Adam Szalai, que aproveitou um rebote do goleiro Rene Adler e mandou para as redes.

Ceder o empate foi uma demonstração dos erros do Hamburg, mas o empate é animador. O time não parece ter elenco para disputar lá em cima, mas pode começar a brigar por alto mais se conseguir atuações como essas. Se Van der Vaart é a maior estrela, ele teve uma boa atuação e pode levar o time a vitórias. Resta saber se será suficiente. Ao menos é suficiente para ir além do sétimo lugar da temporada passada.

No Schalke, a sensação ao final do jogo era de frustração, porque perdeu dois pontos que deveria ter ganho em casa. Se os erros defensivos preocuparam, a boa participação dos atacantes, tanto Huntelaar quando o contratado Szalai, há esperança de ficar entre os quatro primeiros novamente e, quem sabe, incomodar Borussia Dortmund e Bayern Munique. Mas aí parece um sonho alto demais.