Três clubes de muita história e tradição garantiram o acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro Feminino neste sábado. São Paulo, Grêmio e Cruzeiro venceram seus duelos nas quartas de final. Três camisas pesadas que tornarão a primeira divisão mais recheada de rivalidade e história a partir de 2020.

O primeiro dos classificados foi o São Paulo, que recebeu o Taubaté no Pacaembu, em jogo que começou às 15h deste sábado. As paulistas perderam por 1 a 0 o jogo de ida, fora de casa, e precisavam reverter o resultado. Cristiane, grande estrela do São Paulo, ainda está machucada, em lesão contraída na Copa do Mundo, e não entrou em campo.

Precisando da vitória e por dois gols, o São Paulo partiu para o ataque desde o começo do jogo. Com um time bastante rápido, o time conseguiu fazer um jogo de pressão no campo de ataque e levou a imaginar que o gol acabaria saindo em algum momento. E ele acabou saindo de pênalti, com a zagueira Bruna cobrando bem, forte, no canto, sem chance de defesa. No final do primeiro tempo, com o jogo nos acréscimos, uma boa jogada pela direita resultou em gol de Ary, a camisa 10 do time. Os 2 a 0 no placar deixaram o time paulistano um pouco mais perto da vaga.

No segundo tempo, o São Paulo definiu a classificação com um contra-ataque. Em um chutão para o ataque, Valéria se antecipou às defensoras, avançou em velocidade, driblou a goleira e tocou para o gol vazio: 3 a 0 para o tricolor paulista e muita comemoração. Ao final da partida, as jogadoras do São Paulo celebraram muito, foram ao alambrado e comemoraram muito com os torcedores presentes no Pacaembu.

O adversário do São Paulo na semifinal será o vencedor entre Chapecoense e Palmeiras, que se enfrentam neste domingo, em Vinhedo. O Palmeiras venceu o jogo de ida por 2 a 0 e está perto de conquistar a vaga.

No Rio Grande do Sul, o Grêmio recebeu o América Mineiro, depois de vencer por 2 a 1 em Minas Gerais. Jogando no estádio Antônio Vieira Ramos, o Vieirão, em Gravataí, as gaúchas ficaram no 0 a 0 contra as mineiras, em jogo que começou às 16h, e, assim, garantiram o seu lugar nas semifinais e, por consequência, na A1 do Brasileiro para 2020.

No último jogo do sábado, o Cruzeiro recebeu o Ceará no Estádio das Alterosas, em Belo Horizonte. O time já tinha vantagem de poder empatar, já que venceu o jogo de ida por 2 a 0 no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, na semana passada. Mesmo assim, o Cruzeiro venceu novamente, fez 2 a 1 nas cearenses e garantiu a segunda vitória no confronto e a classificação absolutamente tranquila. As cruzeirenses estarão na A1 em 2020.

Com três times do peso de São Paulo, Grêmio e Cruzeiro, o Brasileirão Feminino em 2020 tende a ganhar ainda mais peso, com as camisas pesadas e mais tradição – e quem sabe mais investimento também. Há muitas jogadoras de qualidade no Brasil esperando oportunidade e com um pouco de organização – e nem precisa muito, veja só -, os times podem criar um campeonato muito forte. Veremos como será.

Camisa Umbro Cruzeiro Oficial 1 2019 Feminina
Camisa feminina do Cruzeiro, edição 2019
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.
Camisa Umbro Grêmio Retrô 1983 Feminina
Camisa clássica que lembra da conquista de 1983, a Libertadores e Mundial de Clubes
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.

*****

Estamos também no YouTube! Confira nosso último vídeo e se inscreva no canal para fortalecer o jornalismo esportivo independente em mais um meio: