A Vila Belmiro foi palco de um caso de racismo nesta quinta-feira, durante a rodada do Brasileirão. Jogadores do Ceará viraram alvo de insultos xenofóbicos e injúrias raciais proferidos por um torcedor do Santos. A principal vítima foi o volante Fabinho, enquanto outros jogadores também ouviram os ataques do indivíduo.

Ainda na saída de campo, durante entrevista ao Esporte Interativo, o meia Thiago Galhardo (também insultado) expressou a sua indignação. Fabinho, em suas redes sociais, escreveu um texto expondo a situação e pedindo ajuda para identificar o racista. O Ceará declarou apoio aos atletas e afirmou que o departamento jurídico do clube foi acionado. Já o Santos fez o que se espera de um clube nesta situação: o presidente ligou para Fabinho se desculpando e a diretoria abriu uma sindicância para apurar o caso, prometendo tomar as providências. E, nesta sexta, o Peixe usou suas redes sociais para transmitir uma mensagem de completo repúdio ao racismo.

“Nossa arquibancada é espaço para quase todos: temos santistas de todas as raças, idades, origens, moradores de todas as partes do Brasil, gêneros, diferentes posições políticas, opções, gostos e credos. Só não temos espaço para preconceituosos”, escreveu o Santos. “Se você é racista, preconceituoso ou xenófobo, por favor, não compareça aos jogos do Santos FC, não seja Sócio Rei e não use nossos produtos oficiais. Melhor ainda: deixe de torcer para o Santos. Você não merece esse clube e não é bem-vindo em nossa casa”.

Há duas semanas, o Santos já havia se manifestado de maneira contundente sobre o assunto. Através da Santos TV, o clube lançou a série de mini-documentários “Time de Branco e de Preto”, que traça as raízes históricas dos negros na agremiação. Torcedores ilustres, os rappers Mano Brown e Emicida participaram da produção. Além disso, com uma dose considerável de atraso, o Peixe também expulsou no início de outubro um sócio que teve áudios registrados com mensagens racistas. Que o clube possa fazer o mesmo com o tal torcedor e também encaminhá-lo para responder criminalmente por seus atos. Mais do que a mensagem, o combate ao racismo necessita de tolerância zero na responsabilização dos envolvidos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Venho expressar meu sentimento de tristeza e revolta não contra o @santosfc e os demais torcedores santistas, mas sim contra uma pessoa que foi muito infeliz em seus insultos como foi presenciado pelo @tgalhardo a repórter @alinenastari e seus companheiros de transmissão. Estou no futebol profissional a 14 anos, e já vivi diferentes circunstâncias que faz parte do futebol, todas as vezes que um time joga fora de casa é normal os torcedores dos times rivais nos provocar, tentar nos intimidar, tirar nosso foco tudo isso é normal,embora alguns ainda passam do ponto. Mas ser xingado de (Negão vagabundo enfia o dedo no C#%# desse negão),isso não é normal, eu sou chamado de negão por amigos,mas com uma intensão totalmente diferente desse cara q se diz torcedor,e ainda menosprezar a cultura Nordestina isso é ainda pior. Sou Marido de uma nordestina,sou Pai de uma nordestina tenho amigos nordestinos represento dando a vida dentro de campo um dos maiores clubes do Nordeste,e não aceito como normal uma atitude como essa com o povo guerreiro do nordeste, inadmissível isso. Não tem cabimento em pleno século 21 uma atitude como essa de racismo e xenofobia, isso não cabe mais no meio do esporte, assim como em todas as outras áreas do nosso País, e ainda mais em um esporte de tamanha grandeza como o futebol. Um esporte que tem uma grande influência na vida de muitas crianças jovens e adolescentes.Somos conhecidos como o País do futebol uma paixão imensurável pelo povo Brasileiro onde atitudes como essas merecem as suas devidas atenções. Espero que os órgãos responsáveis por esse tipo de atitude encontre esse cara e que ele arque com as consequências dos seus atos. Espero que o próprio torcedor santista ajude a identificar esse cara que com sua atitude não representou a torcida e o clube do Santos FC onde seus maiores ídolos são Negros!!! Para uma melhor identificação, esse cara estava sentado do lado esquerdo no nosso banco de reservas assim como estou sinalizando na foto postada. Agradeço a todos pelas msgs recebidas Tmj! #DIGANÃOAORACISMO #NÃOCONTRAOPRECONCEITO #NAOCONTRAAXENOFOBIA #RESPEITEOPROXIMO #RESPEITOAONORDESTE #SOMOSTODOSIGUAIS ⚫️⚪️?

Uma publicação compartilhada por Fabinho (@ffabinho_19) em