Sandro Tonali se tornou oficialmente jogador do Milan nesta quarta-feira e mostrou muita felicidade ao assinar com o clube do seu coração. Aos 20 anos, o meio-campista foi contratado por empréstimo, ao custo de € 10 milhões, com opção de compra por mais € 15 milhões, além de outros € 10 milhões em bônus e ainda uma porcentagem de uma futura venda.

“Meu sonho se tornou realidade”, afirmou o meio-campista em entrevista à Milan TV. “É um sonho de criança que eu tinha. Eu decidi publicar a minha foto como criança com a camisa do Milan no Instagram porque pareceu uma forma perfeita de descrever o momento que deixei as cores rossoneri para trás para buscar uma carreira e agora eu retorno a este time. É um sinal”.

Tonali confirmou a história de que ligou para o técnico Gennaro Gattuso, ex-jogador e ídolo do clube, para pedir autorização para usar a camisa 8, que era do antigo volante. “Eu escolhi a 8 porque tem um significado tanto no papel de meio-campista e para o Milan. Foi vestida por um jogador que fez história por este clube, Gattuso. Eu liguei para ele e ele me respondeu como técnico, dizendo que eu nem precisaria pedir, que eu devia pegar e ir com tudo”.

A negociação entre Milan e Brescia foi conduzida por outro ídolo rossonero, Paolo Maldini, que é o diretor esportivo. “Eu admirava Maldini quando criança e esperava, ao menos, um dia tirar uma selfie com ele. Agora estamos trabalhando juntos. É uma ótima sensação estar perto de uma lenda do Milan”, contou um encantado Tonali.

“Será maravilhoso jogar com Zlatan  Ibrahimovic também. Deve ser mais fácil dar assistências para ele, já que ele nunca perde. Eu já falei com Gigio [Dunnarumma], [Davide] Calabria e [Alessio] Romagnoli, que são todos amigos do nosso tempo na seleção. Eles me deram muitos conselhos e nós estamos prontos para esta nova aventura”, declarou o treinador.

“Este é um time jovem, mas que já mostrou ser um grande grupo de jogadores. Nós temos desejo de criar, haverá oportunidades e nós temos que aproveitá-las sem hesitação”, disse ainda Tonali. “Eu digo aos torcedores que juntos nós podemos fazer tudo, mesmo o impossível não está além deste Milan”.