Jadon Sancho sentiu que precisava deixar a Inglaterra em busca de uma oportunidade para jogar mais e desenvolver o seu futebol. Trocou o Manchester City pelo Borussia Dortmund, em 2017, e caminha a passos largos para ser a revelação da atual Bundesliga. Em 17 partidas, marcou seis gols e deu sete assistências. O desempenho fez com que chegasse à seleção inglesa e contribuiu para colocar o Dortmund na ponta da tabela. Por tudo isso, especulações de transferências não o interessam. Apenas fazer história no Westfalenstadion.

LEIA MAIS: Alcácer ainda busca o condicionamento ideal, após dois anos na reserva do Barcelona

 

Desde que estourou, Sancho tem sido relacionado a um retorno ao futebol inglês, mas isso não está nos planos do garoto de 18 anos neste momento. “Eu vou ficar no Dortmund”, afirmou, segundo o site oficial da Bundesliga. “Eu quero apenas jogar futebol e tenho a oportunidade de fazer isso aqui. Estou muito grato ao Dortmund por ter me dado essa chance. Eu quero continuar trabalhando duro e estou feliz de fazer parte deste clube e quero fazer história com ele”.

Não são muitos os jogadores ingleses que encaram a aventura de jogar outras ligas, especialmente jovens como Sancho. Ele recebeu alertas de que talvez não fosse uma boa ideia se mudar para tão longe de casa, mas, por enquanto, acredita que esteja se adaptando muito bem.

“Obviamente, quando eu cheguei, foi um pouco difícil, porque não estou na esquina da minha casa. Mas minha família me ajudou com isso, e o clube também. A língua me preocupou bastante, mas, quando cheguei aqui, e todo mundo começou a falar inglês, fiquei mais confortável. Meu alemão não é o melhor, mas estou aprendendo, tenho que aprender. No geral, eu me adaptei muito bem”, afirmou.

O Borussia Dortmund perdeu apenas uma vez na primeira metade da Bundesliga e a lidera com seis pontos de vantagem para o Bayern de Munique. Busca o primeiro título da competição desde 2011/12. “Meu objetivo para a segunda metade da temporada é manter o ritmo e tentar pontuar porque sabemos que o Bayern está atrás de nós e outros times querem tirar pontos de nós. Nós tínhamos um ponto a provar depois da temporada passada. Não estivemos em nosso melhor (terminaram em quarto lugar). Agora estamos no topo da liga, mas precisamos continuar trabalhando duro. Lutaremos até o fim”, encerrou.


Os comentários estão desativados.