O Borussia Dortmund permanece na liderança da Bundesliga, mas permitiu que os seus adversários diminuíssem a diferença nesta rodada. Os aurinegros tinham um compromisso razoavelmente complicado, recebendo o Hertha Berlim no Signal Iduna Park. E por mais que o ataque tenha funcionado, os erros pontuais da defesa impediram que o time de Lucien Favre conquistasse os três pontos. Jadon Sancho mais uma vez foi o grande nome da equipe, embora seus dois gols não tenham adiantado tanto quando Dan-Axel Zagadou cometeu um pênalti infantil nos minutos finais. Empate por 2 a 2 que serve para o BVB colocar os pés no chão, depois da histórica vitória sobre o Atlético de Madrid, mas que não rechaça o bom momento da equipe.

Como era de se esperar, o Dortmund começou mandando na partida. A mobilidade de seu ataque é um dos grandes trunfos e, neste início de temporada, poucos clubes europeus exibem tamanha capacidade para abrir defesas. As chances foram aparecendo e logo os aurinegros saíram em vantagem. O primeiro gol poderia ter acontecido em magistral toque de letra de Sancho, mas a arbitragem anotou um impedimento ligeiro de Marco Reus na construção da jogada, com o auxílio do VAR. Já aos 27, o jovem inglês abriu o placar. Lance que começou ainda na defesa e contou com uma excelente troca de passes em progressão. Mario Götze avançou e tocou na medida para o camisa 7 concluir. Além da qualidade técnica, é impressionante a facilidade que o prodígio possui para criar e participar de momentos decisivos. Até o momento, são cinco gols e sete assistências em 2018/19, mesmo sendo reserva na maior parte dos jogos.

Durante o final do primeiro tempo, o Hertha passou a sair mais ao ataque e empatou a partir de um contragolpe, aos 40. A defesa cochilou na marcação e Salomon Kalou apareceu livre para concluir. O Dortmund retomou as rédeas da partida durante o segundo tempo e anotou o segundo aos 15. Ótimo no apoio, Achraf Hakimi avançou em diagonal, dando uma enfiada para Sancho tirar do alcance de Rune Jarstein. Os aurinegros não foram tão efetivos e, durante os minutos finais, os berlinenses se empenharam para buscar a igualdade. Ela aconteceu aos 46, em pênalti tolo de Zagadou, que Kalou converteu. No final, até houve um esboço de pressão dos anfitriões, mas faltava tempo para recuperar a dianteira no marcador.

O resultado deixa o Borussia Dortmund com 21 pontos, dois a mais que o Bayern de Munique – este, retomando temporariamente a vice-liderança, ao vencer o Mainz 05 por 2 a 1. O Werder Bremen ainda pode chegar aos 20 pontos, caso derrote o Bayer Leverkusen no domingo. Enquanto isso, o Hertha é o quinto, com 17 pontos e o potencial demonstrado contra os principais favoritos ao título. Como ressaltado algumas, algo essencial a Lucien Favre será realizar pequenos ajustes, por mais que o BVB ganhe consistência na defesa. Este tropeço no Signal Iduna Park é prova disso. Ao menos, há tantos talentos para decidir, como Sancho bem vem mostrando. O entendimento do inglês com Reus, Götze e as demais opções no setor ofensivo ajudam a explicar este impacto imediato.