Na semana em que José Mourinho descartou as expectativas de ainda alcançar o Manchester City na liderança da Premier League, o Manchester United conseguiu diminuir um pouquinho a diferença em relação os rivais. Após o empate dos Citizens contra o Burnley, os Red Devils cumpriram a sua parte contra o Huddersfield Town. Foi uma vitória com a cara deste time: sem precisar ser brilhante, mas contando com a eficiência para fazer o placar necessário. Destaque para Alexis Sánchez, que foi titular em Old Trafford e anotou o seu primeiro gol com a camisa vermelha, definindo o triunfo por 2 a 0.

Antes da partida, um momento de emoção, com um minuto de silêncio respeitado ao desastre de Munique – que completará 60 anos na próxima terça-feira. Um bandeirão foi erguido nas arquibancadas, enquanto o sobrevivente Bobby Charlton era exibido pela transmissão, visivelmente emocionado com o tributo.

Mourinho fez algumas mudanças no time em relação à derrota para o Tottenham, apostando em um quarteto de frente composto por Sánchez, Juan Mata, Jesse Lingard e Romelu Lukaku. E eles teriam dificuldades para abrir a retranca do Huddersfield, que se limitou a defender em Old Trafford. O United encontrava problemas para invadir a área e criar chances mais claras. Assim, as principais ameaças vinham em tiros de fora da área. No melhor deles, Sánchez bateu firme e Jonas Lössl voou para espalmar.

Para o segundo tempo, o United voltou ainda mais elétrico, e com Sánchez chamando a responsabilidade. O gol sairia aos nove minutos. Após ganhar a dividida, os Red Devils chegaram à linha de fundo com Mata. O espanhol cruzou na medida e Lukaku mandou para dentro. Por fim, aos 22, Alexis Sánchez conseguiu deixar o seu. Em cobrança de pênalti, o chileno bateu mal e parou em Lössl. Contudo, o rebote sobrou livre nos pés do camisa 7, que se redimiu estufando as redes. Depois da exibição apática contra o Tottenham, o novo astro infernizou os marcadores durante a maior parte do tempo e se esforçou bastante. Terminou como o melhor em campo.

A vitória ajuda o Manchester United na vice-liderança, mas nem tanto. Agora os Red Devils aparecem a 13 pontos do Manchester City. O lado positivo fica mesmo olhando para baixo, diante da briga pelas vagas na Champions. Liverpool e Chelsea, que ainda entrarão em campo no final de semana, ficam seis pontos atrás. Já o Huddersfield está na zona de rebaixamento, ocupando o penúltimo lugar, com os mesmos 24 pontos de três times acima.