O Ekranas parece disposto a alcançar o tetracampeonato lituano já no início da competição. Com 12 partidas realizadas, o time ainda não conheceu a derrota. Foram nove vitórias e apenas três empates. Essa campanha dá um aproveitamento ao Ekranas de 83%. E se conseguir manter essa média até o final da A Lyga, certamente alcançará o sétimo título nacional na história.

Enquanto o Ekranas soma 30 pontos, o Suduva e Zalgiris dividem a vice-liderança com 26 pontos. A vantagem momentânea fica com o Suduva pelo critério de saldo de gols. Acompanhando de perto está o Siauliai, com 23 pontos somados. Somente esses três conseguem ver o Ekranas no horizonte e ainda sonham com o título lituano.

Na parte inferior da tabela, a vida continua difícil para o Kaunas, que começou o campeonato com seis pontos negativos por conta de débitos financeiros. Até agora recuperou quatro, mas segue devendo pontos. Na vice-lanterna segue o Klaipeda, dos brasileiros Mandinho e Taciano, com apenas cinco pontos. A briga para escapar do rebaixamento é com o Atlantas, que tem dois pontos a mais.

Armênia: Ulisses retoma a liderança

O troca-troca na liderança não para na primeira divisão do futebol da Armênia. O líder da vez é o Ulisses que está na frente, com 23 pontos. Na sequência, colados, estão Gandzasar Kapan e Pyunik, com 22 e 21 pontos respectivamente.

A irregularidade dos três, entretanto, não permite a aproximação de quem está atrás. Isso porque o quarto colocado, o Impuls, só aparece com 17 pontos, com uma campanha ainda mais inconstante.

Na parte inferior da tabela, o Ararat Yerevan segue na lanterna, com apenas cinco pontos conquistados em 11 partidas. À frente estão Banants e Shirak, com oito e nove pontos respectivamente.

Cazaquistão: Astana segue na ponta

O Astana assumiu a liderança na 12ª rodada e não quer deixá-la escapar. E o time tem tudo para que isso realmente ocorra. Nas próximas três rodadas, enfrenta as três piores equipes da liga do Cazaquistão: Vostok, Kaysar Kyzylorda e Kairat Almaty. Enquanto o Astana tem vida mais fácil, Aktobe e Zhetysu Taldykorgan duelam ponto a ponto para alcançar o líder.

Estônia: Flora começa com tudo rumo ao bicampeonato

Com 13 rodadas completas, o Flora já conseguiu desgarrar dos adversários e abriu cinco pontos para o segundo colocado, o Levadia. Até o momento, o Flora é o único time que está invicto na competição. A campanha é muito boa, com 10 vitórias e três derrotas. Números que indicam para um possível bicampeonato, apesar de a competição ainda estar no início.

De forma mais discreta, aparecem o Nõmme Kalju com 25 pontos, o Narva Trans com 22 e o Sillamäe Kalev com 21. Já o lanterna só conseguiu dois empates nas 13 rodadas e já aparece como favorito ao descenso.

Ilhas Faroé: B36 Tórshavn vence Vikingur e se isola na ponta

A vitória sobre o Vikingur por 2 a 0 deixou o B36 Tórshavn mais líder que nunca na liga faroense. A equipe soma agora 24 pontos, quatro a mais que o próprio Vikingur, que além de ver o líder disparar, ainda tem a presença indesejada de EB/Streymur e NSÍ Runavík na cola.

A campanha do B36 Tórshavn é quase impecável. São sete vitórias e três empates, sem encontrar nenhuma derrota até o momento. O ataque pode não ser o mais positivo do campeonato, mas a defesa é a mais eficiente, com oito gols sofridos em dez partidas.