Ele ainda tem cara de jogador, idade de jogador, e o Sporting pagou uma multa contratual em um valor que normalmente é pago por jogador. Mas Ruben Amorim não é mais jogador. Aos 35 anos, ele foi apresentado nesta semana como treinador do clube de Lisboa, depois dos Leões pagarem € 10 milhões para tirá-lo do Braga. São apenas 24 jogos como técnico e o ex-jogador já chega com uma imensa responsabilidade. Inclusive de ser um aprendiz de Jorge Jesus, ainda nos tempos de jogador.

Nascido em Lisboa, foi formado pelo Belenenses, onde ficou de 2003 a 2008. Foi para o Benfica e, por lá, marcou época. Ficou de 2008 a 2017, com 10 títulos conquistados (quatro ligas, uma Taça de Portugal, cinco Taças da Liga e uma Supercopa). Neste período, trabalhou c om muitos jogadores, mas foi com Jorge Jesus que mais rendeu e de onde tira inspiração, muito embora tenho um estilo diferente.

Sua carreira como jogador terminou em 2016, quando atuava pelo Al-Wakrah, do Catar, e teve uma lesão grave no joelho. Em 2017, fez uma pós-graduação em “High Performance Football Coaching”, pela Faculdade de Motricidade Humana de Lisboa. E fez isso mesmo sem ter uma licenciatura, por meio de um protocolo estabelecido com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para que jogadores que tiveram nível internacional (ou seja, jogaram pela seleção do seu país) possam se formar como treinadores.

“Ele foi um dos melhores alunos e foi fazer um estágio de uma semana com o Manchester United”, refere António Veloso, que concebeu o curso juntamente com José Mourinho, em entrevista ao Sábado. “O curso tem uma parte muito teórica mas, mesmo em algumas áreas em que ele poderia ter tido mais dificuldades, teve um desempenho impressionante e conseguiu resultados muito bons. E atenção a uma coisa: aquela pós-graduação tem um nível de dificuldade muito maior do que o curso UEFA Pro e o Rúben foi excecional em todas as áreas”.

Começou a sua carreira como técnico no Casa Pia, em 2018, clube pequeno de Lisboa que disputa a terceira divisão e que ficava perto de onde Rúben Amorim morava. Foi convidado para trabalhar na comissão técnica da equipe. Ele começou como treinador estagiário, com José da Paz como principal, mais no papel que na prática. Isso porque Amorim não tinha o nível IV da Uefa. Ele, porém, dava instruções à beira do gramado, o que suscitou as denúncias por ele ser o treinador, de fato.

O clube foi multado, depois de reclamação da Associação Nacional de Treinadores. Amorim foi suspenso por um ano, com € 14 mil de multa ao Casa Pia, cinco jogos com portões fechados e perda de seis pontos.

Rúben Amorim entrou na justiça contra a decisão e venceu. O Casa Pia, em campo, conseguiu o acesso. O treinador ganhou reconhecimento e era cotado para trabalhar como técnico do time sub-23 do Benfica e do Estoril, mas acabou acertando a sua ida ao Braga. Foi dirigir o time B do Braga em 2019.

Em dezembro, ele substituiu o treinador do time principal, Ricardo Sá Pinto, com um contrato de dois anos e meio. Conquistou o título da Copa da Liga de Portugal de forma dramática, com uma vitória no final do jogo contra o Porto. Nesta semana, no dia 4 de março, foi confirmado como treinador do Sporting, que pagou a sua multa contratual de € 10 milhões para levá-lo a Alvalade.

“Estou ciente de que é um grande desafio, mas acredito muito no Clube e conheço-o porque nem só estando cá dentro se percebe a sua grandeza. (…) É um orgulho enorme estar nesta casa e defender estas cores. Sei o que o Sporting CP é, independentemente do momento. Acredito no Clube e espero que acreditem em mim. O meu foco é no trabalho. Posso tentar convencer os Sportinguistas que não acreditam em mim, mas no futebol só interessa quem ganha. Estou preparado para este desafio, sei que há uma grande exigência, mas vou dar o máximo para honrar este convite”, afirmou o novo treinador do Sporting.

“Rúben Amorim é o treinador do nosso projecto, muito por estar alinhado com a nossa visão para o futebol: apoiada na formação e sem medo de formar, lançar e potenciar jogadores. É a nossa escolha, não só pelos resultados obtidos no SC Braga, mas pelo conhecimento profundo que temos dele como homem. É uma mudança de paradigma e não tenho problema nenhum em investir no treinador certo. Contratámos um grande treinador, mas não um milagreiro. É um técnico com muita ambição, com muito crer e que conhece a realidade do futebol português, as exigências de um Clube grande e a ambição do Sporting CP. Estamos completamente alinhados e hoje arranca a época 2020/2021 para o Sporting CP”, disse o Frederico Varandas, presidente do Sporting.

O movimento do Sporting é arriscado pelo novo técnico, mas será interessante ver o que ele consegue fazer com o time que tem em mãos. Os Leões estão, neste momento, em quarto lugar no Campeonato português, quatro pontos atrás do Braga – ex-clube de Amorim.

Classificações Sofascore Resultados