O jogo do Manchester United tem sido difícil para os seus torcedores assistirem, exatamente como havia na época do antigo treinador José Mourinho. Só que o técnico já mudou e, mesmo com o gás inicial de Ole Gunnar Solskjaer na temporada passada, o time parece ter voltado ao seu normal, atuações medianas e uma equipe que não consegue competir semana a semana. Solkjaer valorizou o esforço dos seus jogadores, mas admitiu que o time tem problemas e uma grande curva de aprendizado para melhorar. E o ex-capitão Roy Keane apoiou a manutenção do antigo companheiro, mas fez críticas ao atual time dos Diabos Vermelhos.

“Esforço nunca foi um problema para esses rapazes. Grande atitude, desejo, eles estão trabalhando duro todos os dias nos treinamentos para melhorar”, disse o técnico do United. “Os primeiros 20 minutos foram um pouco passivos, nós não fomos bem o bastante. Sim, nós pressionamos, mas quando nós tivemos a bola, nós diminuímos o ritmo do jogo. Nós deveríamos ter acelerado um pouco as coisas. Com a velocidade que temos e as condições, nós deveríamos ter corrido mais riscos avançando”.

“Eu pensei: quantas vezes estivemos à frente por 1 a 0 e não conseguimos o segundo gol?”, disse Solskjaer. “Está é uma curva de aprendizado acentuada, para nós e nós iremos continuar trabalhando duro e com mais experiência, nós iremos tomar as decisões certas”, continuou.

“Eu senti que nós poderíamos conseguir um gol no final, então nós mandamos nossos jogadores para frente. Eu estive nessa situação como jogador, quando você sai de campo e pensa que poderia ter feito mais no jogo, mas nós iremos aprender com isso”, explicou ainda o treinador do Manchester United.

O desempenho do time foi alvo de críticas do ex-capitão do time, Roy Keane, que comparou com o time que liderava. “Eu acho que foi chocante. Faltou confiança para o United decidir o jogo – o jogo estava lá para o United decidir. Eu não tenho certeza o que Ole irá tirar disso. Não há muitos pontos positivos”, disse Roy Keane.

“Nós tínhamos a confiança e a qualidade, mas falta as duas coisas a este time do United. O esforço estava lá, mas faltava qualidade a eles. Eu pensei que o United deveria vencer confortavelmente, mas é uma mistura de confiança e qualidade, uma combinação dessas coisas”, continuou o ex-capitão do United.

“Tudo depende do contra-ataque, mas é onde o time está. É trabalho duro assisti-los, mas eu aposto que é trabalho duro para os jogadores também. Não está acontecendo, mas você tem que perseverar, eles tm que conseguir um grande resultado em breve, apenas para ganhar alguma confiança”, analisou Keane.

Apesar das críticas, ele acredita que o clube precisa dar tempo e apoio ao técnico. “Deram o trabalho a ele e o contrato, então o apoiem e continuem com ele. Deem a ele algumas janelas de transferências. Haverá mais dias duros pela frente? Você pode apostar sua vida que sim. Mas eles precisam perseverar”, opinou Keane.

O Manchester United volta a campo no domingo, 6 de outubro, às 12h30 (horário de Brasília) em jogo fora de casa contra o Newcastle, pela Premier League.