Na semana em que a Catalunha realiza sua Festa Nacional, Sandro Rosell afirmou que o Barcelona não deixará de disputar o Campeonato Espanhol, mesmo se os anseios de independência dos catalães forem cumpridos. Perguntado se os blaugranas poderiam encabeçar uma nova liga nacional, o presidente refutou a hipótese.

“Se a Catalunha se tornasse independente, o Barcelona continuaria disputando La Liga, assim como o Monaco faz na França. De qualquer maneira, o clássico contra o Real Madrid seguiria existindo”, declarou.

No início da semana, a junta diretiva do Barcelona causou polêmica ao aprovar o desenho do próximo uniforme reserva, com as cores da bandeira da Catalunha. A posição da direção se alinha às manifestações em prol da separação da comunidade autônoma realizadas na terça-feira.