Wayne Rooney quer ser um dos líderes da seleção inglesa no caminho rumo à Copa do Mundo de 2014. O atacante do Manchester United se disponibilizou para ajudar o desenvolvimento dos atletas mais jovens na renovação promovida por Roy Hodgson, mesmo sendo alvo de críticas por sua falta de efetividade na equipe nacional.

“Espero que este seja o tempo para demonstrar que sou um jogador de alto nível e que posso liderar este time. Eu entendo as críticas que fazem a mim e não tenho problemas com isso. Espero que no futuro próximo nós conquistemos um torneio e vocês me parabenizem por isso. Seria ótimo para todos”, declarou.

Rooney citou até mesmo Eric Cantona como um exemplo a seguir: “Essa liderança é especialmente importante agora, quando temos vários jogadores jovens. Tento conversar com eles e dar conselhos. Sempre lembro que Sir Alex Ferguson contava a forma como Cantona ajudava os mais novos. É algo que tento fazer na seleção. Espero que possa conseguir o melhor deles e também o meu máximo”.

Além disso, o atacante ponderou suas atuações ruins no English Team, comentando sua entrega em campo: “Algumas vezes eu não atuei mesmo tão bem. Sempre tento dar tudo, deixar tudo dentro de campo. Às vezes acontece de não ter uma boa participação, mas eu tentei. Se eu joguei bem ou não, sempre deixo o campo exausto. Olhando para trás, sei que posso fazer melhor”.

A Inglaterra entra em campo pelas eliminatórias na próxima sexta-feira, quando recebe San Marino em Wembley. Quatro dias depois, a equipe viaja até Varsóvia, onde enfrenta a Polônia. O time de Roy Hodgson soma quatro pontos na competição, dividindo a liderança do Grupo H com Montenegro.