Costumamos chamar essa época de fim de ano de um período de festas. Reuniões familiares, comida, bebida, feriados, compras, presentes. O Campeonato Inglês entra nessa festa e faz jogos consecutivos nessas datas. As rodadas de fim de ano servem para desafogar um congestionado calendário de um país que tem duas copas nacionais, além da liga. Enquanto as principais ligas do continente europeu param, incluindo Espanha, Alemanha, Itália e França, os ingleses seguem jogando. Por isso, os times jogam dias 22, 26, 28 de dezembro e dia 1º de janeiro. A maratona é muito criticada há muito tempo, mas o sucesso de público, bilheteria, altas audiências na TV e a tradição fazem os clubes ignorarem tudo isso. Mas jogadores e técnicos criticam a maratona, desgastante para os jogadores.

PREMIER LEAGUE: Ataque do Liverpool teve uma noite para lembrar a temporada passada

“Não é fácil jogar dois jogos em dois dias, você perde muito da qualidade dos dois times”, afirmou o camisa 10 do United. “Nós começamos tão bem no primeiro tempo contra o Tottenham, mas no segundo tempo foi duro e esperamos que no futuro isso mude. Provavelmente precisaremos que alguém se machuque com gravidade por fazer isso [jogar duas vezes em três dias]. Ninguém quer ver isso, mas é uma grande exigência e eu acho que isso precisa ser visto”,continuou o jogador. “Com o clima, os torcedores vindo de Londres ou viajando de Manchester, foi duro. É muito dinheiro para se gastar no Natal também. Mas é o que é. Nós temos que lidar com isso e temos que tentar ter um bom desempenho”, analisou.

“Como jogador, você quer jogar. É duro, mas você quer jogar e ajudar o time a ganhar. Se você olhar todos os jogos [de domingo], todos perdem qualidade até o fim”, disse ainda o jogador. “Nós precisamos fazer a nossa recuperação propriamente e estarmos prontos”, disse. “Nós iremos e nos prepararemos corretamente, ter muita comida e bebida para nos hidratar”, afirmou.

“É provado cientificamente que o corpo não pode se recuperar em 48 horas”, disse Van Gaal. “Quando as autoridades permitem essas partidas, você vê o que acontece – o segundo tempo foi muito diferente do primeiro. Não apenas para o Manchester United, mas também para o Tottenham”, declarou ainda o treinador dos Red Devils. O técnico do Sunderland, Gus Poyet, disse que essa maratona “é uma desgraça”.

Os clubes, porém, ganham muito com essa época. E poderiam mudar essa questão, se assim quisessem. Ou melhor: se 14 dos 20 clubes da Premier League quisessem. Só que não querem, porque apesar da maratona, é bastante lucrativo. É uma realidade que não deve mudar. Ao menos, não até alguém ter uma lesão séria, como Rooney alertou.