O atacante Ronaldo deve retornar ao time do Milan somente em novembro, na melhor das hipóteses, após sofrer um novo revés em sua recuperação física.

O brasileiro, que ainda não participou de um jogo oficial na atual temporada por causa de uma grave lesão muscular na perna esquerda, foi submetido a uma ressonância magnética para verificar um incômodo na perna direita, possivelmente por fadiga muscular.

“Peço a todos paciência, o primeiro a querer voltar sou eu. Mas não precisamos ter pressa”, disse Ronaldo à televisão italiana Sky Sport. Na quarta-feira, ele recebeu a visita do especialista belga Marc Martens, com quem fez parte do tratamento.

Com o novo problema, Ronaldo está descartado para o jogo deste domingo contra a Roma e também para a próxima quarta, quando o Milan enfrenta a Sampdoria.

Ganha eco, portanto, a hipótese de o “Fenômeno” estar sendo preparado para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro. Recentemente, o presidente Silvio Berlusconi disse que “o melhor Ronaldo” se veria no Japão.