A temporada do Leicester é fenomenal. Tanto que enfrentou, neste sábado, o Manchester City, na condição de segundo colocado e, mesmo com a derrota por 3 a 1, continua à frente do atual bicampeão inglês. A maneira como as Raposas perderam, porém, foi um choque de realidade, na opinião do treinador Brendan Rodgers, um lembrete de que o trabalho do norte-irlandês, no cargo desde fevereiro, ainda está no começo.

“Mostrou que ainda temos um longo, longo caminho a percorrer no desenvolvimento do time. Acho que também mostra o quão bem estivemos até agora, que continuemos à frente do Manchester City na tabela, quando você vê a qualidade o nível que eles conseguem jogar”, disse. “No primeiro tempo, não tivemos coragem para roubar a bola, atacar a bola, e fomos muito passivos, embora tenhamos saído à frente”.

“Mas, no segundo tempo, conversamos no intervalo sobre mostrar nossa verdadeira cara. Embora não estivéssemos no nosso melhor, pelo menos mostramos momentos de como conseguimos jogar. Então você tira o chapéu para o Manchester City. Eles jogaram em um nível muito alto e nos mantiveram humildes. Se você pensa que é um jogador muito bom, ficou sabendo o quanto ainda precisa melhorar. Felizmente, este meu grupo é muito humilde”, completou.

Vardy abriu o placar, com seu 17º gol em 18 rodadas, antes de Mahrez, Gündogan e Gabriel Jesus virarem o jogo. “Fizemos um gol incrível com Jamie, que foi uma ameaça a noite inteira”, disse Rodgers, que projetou o seu próximo duelo, no Boxing Day, dia seguinte ao Natal, contra o líder Liverpool, dez pontos à frente e com um jogo a menos.

“Será um desafio difícil. Claro, eles querem manter a vantagem. Temos que continuar lutando e trabalhando e obviamente, estaremos em casa, então teremos a torcida a nosso favor, o que será ótimo. É um ótimo jogo para dar uma resposta. Não jogamos tão bem contra o City e agora temos um jogo muito difícil na quinta, mas, novamente, estamos prontos para o desafio”, encerrou.