O atacante Robinho, do Real Madrid, se desculpou por ter se reapresentado ao clube com atraso na última semana, mas não por causa da saída noturna após a partida da Seleção Brasileira contra o Equador, no Rio de Janeiro, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

Por terem perdido o treino de sexta-feira, Robinho e o compatriota Júlio Baptista ficaram fora da derrota por 2 a 1 para o Espanyol, no último sábado. O clube abriu um expediente disciplinar contra os dois jogadores.

De volta ao time, Robinho foi o nome da vitória por 4 a 2 sobre o Olympiacos, quarta-feira, pela Liga dos Campeões. Ele marcou dois gols, participou de outro e sofreu um pênalti.

“Foi uma semana difícil, mas terminou bem”, disse o brasileiro em entrevista coletiva. “O time venceu e eu joguei bem. Muitas coisas que foram ditas não eram verdadeiras, mas dei minha resposta em campo”.

Robinho alega que uma confusão sobre a data do jogo contra o Espanyol colaborou para o atraso: “Nós tivemos um problema complicado com os vôos no Brasil. Sabíamos que tínhamos de voltar, mas achávamos que o jogo fosse no domingo, e não no sábado”.

O atacante negou, no entanto, que a ida à festa pós-jogo no Rio tenha feito diferença. “Pela saída, não me desculpo. No Brasil, quando ganhamos, alguns de nós saímos. Se perdemos, vamos para casa”, disse.

“Pelo atraso, sim, me desculpo. Falei com o treinador (Bernd Schuster) e espero que não aconteça novamente. Ele nos repreendeu apenas por termos nos atrasado”, concluiu Robinho.