Roberto Mancini elogiou a escolha da Juventus por Andrea Pirlo como técnico. O ex-meio-campista foi promovido de técnico do sub-23, onde foi apresentado há oito dias, para ser o treinador do time principal no sábado, depois da demissão de Maurizio Sarri. O ex-treinador da Fiorentina, Lazio, Inter e Manchester City ainda brincou que Pirlo começará já no melhor time e diz que ele também teve uma chance em um time importante quando começou.

A Juventus acabou eliminada da Champions League depois de vencer o Lyon por 2 a 1, mas ficar fora pelo gol marcado fora de casa pelos franceses. “Eu não desculpo a Juventus por ser eliminada. Eu tinha certeza que eles iam avançar. Mas foi terrível, um ano difícil e imprevisível. Especialmente para aqueles que fizeram mudanças, como a Juve”, avaliou o treinador da Itália. “Sarri não foi capaz de trazer o seu futebol”.

“Pirlo tem sorte. Ele começa do topo e com o melhor time. Talvez eu não tenha começado de baixo, mas eu comecei na Fiorentina, não na Juve…”, brincou ainda o treinador. “Brincadeiras à parte, se eu estivesse procurando [por um técnico], eu olharia para Andrea. Ele tem um grande conhecimento de futebol. Assim como [Daniele] De Rossi. Eu gostaria de trabalhar com ele”, disse ainda Mancini. “Sempre tem uma primeira vez. Andrea abre um novo caminho. Vamos acompanhá-lo. Boa sorte para ele”.

Mancini começou a carreira na Fiorentina em 2001, pouco depois de ter encerrado a carreira jogando pelo Leicester, na Inglaterra. Sua carreira em campo, aliás, acabou aos 36 anos justamente por isso: por estar se preparando para ser treinador, ele acabou recendo a proposta da Fiorentina e decidiu pendurar as chuteiras. Depois ainda dirigiu Lazio e Internazionale na Itália, passou pelo Galatasaray, voltou à Inter, treinou o Zenit e, desde 2018, assumiu o comando da seleção italiana. Classificou o time à Eurocopa de 2020, que foi adiada para 2021.

Atalanta e o desafio na Champions

O técnico da seleção italiano foi perguntado sobre a Atalanta, que está nas quartas de final da Champions League e enfrentará o PSG por uma vaga na semifinal. “Vamos nos acalmar e pensar no PSG, que tem um grande time e tem mais experiência”, afirmou o treinador à Gazzetta dello Sport.

“Eles certamente não estão no topo. Eles perderam [Edinson] Cavani, não terão [Angel] Di Maria, [Marco] Verratti, [Kylian] Mbappé e outros jogadores que estão em dúvida”, continuou Mancini. “O campeonato deles parou em março, mas independentemente disso, a Atalanta tem todo direito de jogar as quartas de final com confiança”.