Arjen Robben renovou seu contrato, no começo deste ano, até a metade de 2018. Está garantido nos quadros do Bayern de Munique por mais uma temporada. E depois? Por enquanto, ninguém sabe. Aparentemente, nem mesmo o meia de 33 anos. Em entrevista à revista Kicker, o excepcional canhoto disse apenas que o fim de sua carreira está próximo e que, provavelmente, uma vez aposentado, reatará os laços com o Groningen, clube que o revelou.

LEIA MAIS: Depois de igualar Cruyff em títulos nacionais, Robben quer superar ídolo

Depois de uma temporada em que atuou apenas 15 partidas, Robben cresceu de produção sob o comando de Carlo Ancelotti. Entrou em campo 26 vezes, pela Bundesliga, e marcou 13 gols, além de ter dado nove assistências. Em todas as competições, foi às redes em 16 oportunidades e deu dez passes decisivos, em 37 partidas. O número elevado de lesões que sofreu também são um fator que pode abreviar sua carreira.

“Estou cada vez mais dando atenção para o que vem depois da carreira”, disse. “Os pensamentos são mais frequentes e isso é um sinal. O fim está se aproximando. Esta é a realidade. Estou muito solto. Não quero saber o que vai acontecer em 2018. Estou pensando no aqui e no agora”, disse.

Robben afirmou que deve passar um ano longe do futebol para esfriar a cabeça, antes de começar a pensar no próximo passo. “O que é certo é que vou voltar para a Holanda, para Groningen. Eu ainda tenho laços estreitos com o clube que é minha casa. Talvez haja alguma coisa para encontrar lá”, concluiu.