É difícil de acreditar, pela tranquilidade com a qual o Bayern de Munique construiu a vitória por 4 a 0 sobre o Colônia, neste sábado, após o primeiro gol, mas não estava fácil vencer o goleiro Tim Horn no primeiro tempo. O arqueiro do time visitante na Allianz Arena havia feito uma série de boas defesas, até Arjen Robben pegar uma bola que sobrou na grande área, dar o seu driblinho característico à direita e fazer 1 a 0, no lance que abriu o caminho para a milésima vitória do seu clube na história da Bundesliga.

LEIA MAIS: A assistência sensacional de Thiago foi suficiente para o Bayern vencer mais uma

Robben não atuava desde o final de agosto, quando uma lesão muscular no adutor lhe fez recordar dos piores momentos da sua carreira, quando não conseguia parar de se machucar. Mas, após nove partidas assistindo aos seus companheiros da cama do hospital, retornou com um lance que passa confiança e mostra a Guardiola que o tempo afastado não prejudicou seus atributos técnicos.

O técnico espanhol começou a partida com o holandês jogando pelo centro do meio-campo, mas após alguns minutos de pressão sobre o Colônia, sem conseguir abrir o placar, deslocou-o para a ponta direita, o seu habitat natural. Robben subiu de produção, assim como o resto da equipe, e de lá saiu a jogada do primeiro gol. Depois dele, a goleada foi sendo construída com gols de Vidal, Lewandowski e Müller, de pênalti.

Assim, o Bayern chegou a sua milésima vitória em 1.714 jogos da Bundesliga, cuja primeira edição foi realizada em 1963. É uma média assustadora de 19 jogos vencidos por temporada em um campeonato que na maior parte da sua história teve apenas 18 clubes e 34 rodadas (nas duas primeiras edições, foram 16, e em 1991/92, 20). O segundo colocado na lista é o Werder Bremen, com 741 vitórias, incluindo a deste sábado sobre o Mainz.

Ah, e o Bayern de Munique abriu 10 pontos para o Borussia Dortmund em dez rodadas do Campeonato Alemão. O time de Thomas Tuchel pode diminuir essa diferença no domingo, quando enfrenta o Augsburg, em casa.