O San Lorenzo está marcado no destino da Chapecoense. O Ciclón foi o último adversário dos heróis na Copa Sul-Americana, eliminados apenas pelo pé salvador de Danilo. Os últimos a sentirem em campo a grandeza de espírito e a coragem do time de Caio Júnior. E a eliminação para o Verdão, na realidade, representa a honra dos cuervos de terem enfrentado o eternizado campeão do continente. Algo que eles fizeram questão de demonstrar no primeiro jogo desde então, contra o Olimpo, pelo Campeonato Argentino. Os 11 titulares de Diego Aguirre entraram no gramado vestindo camisas da Chape.

Os uniformes usados pelo San Lorenzo nada mais eram do que uma lembrança. Eles foram trocados com os jogadores da Chapecoense depois dos confrontos pelas semifinais da Copa Sul-Americana. Uma homenagem e tanto. Ao saírem do túnel, os atletas foram aplaudidos pela torcida adversária em Bahía Blanca. Curiosamente, dois cuervos utilizavam camisas de goleiro, não apenas Sebastián Torrico. Respeito por Danilo.

A própria TV argentina realizou um tributo, ao colocar o escudo da Chapecoense no centro do gramado, na arte transmitida aos telespectadores. Um minuto de silêncio foi respeitado, enquanto uma faixa mostrava a frase ‘Força Chape’. Além disso, duas crianças liberaram uma pomba branca em campo. Quando a bola começou a rolar, contudo, o San Lorenzo usou suas camisas azulgranas tradicionais, com o escudo do Verdão no centro do peito.

sanlore