Durante seis anos, Jonás Gutiérrez defendeu as cores do Newcastle. O argentino ajudou o clube quando foi rebaixado à Championship e chegou a vestir a braçadeira dos Magpies. Para ter que conviver com a falta de apoio dos alvinegros em seu momento de maior dificuldade. Na última semana, o jogador de 31 anos concedeu uma emocionada entrevista em que falava sobre a recuperação de um tumor no testículo. “Eu vim à Argentina e assumi todos os custos, apesar de ter contrato. O dinheiro não me importa”, disse, à TyC Sports. “Voltei à Inglaterra e, depois de um mês e meio treinando, o técnico me disse para buscar outro clube”.

VEJA TAMBÉM: Já imaginou ser convidado à casa de seu ídolo? Cissé fez isso

Se Alan Pardew e os dirigentes do Newcastle não deram toda a força que Gutiérrez precisava, embora o clube tenha auxiliado no início do tratamento, ao menos dos companheiros o meio-campista continuou recebendo o carinho. E a principal mostra dessa comoção veio neste final de semana, no empate por 2 a 2 contra o Hull City. Papiss Cissé marcou os dois gols dos alvinegros em St. James Park. Aproveitou para homenagear o amigo.

“Sempre olhando em frente, Jonas”, dizia a camisa exibida pelo senegalês na celebração. Depois da partida, Cissé ainda mandou uma mensagem ao argentino: “Conversei com Jonas na noite de sábado e ele me pediu para que marcasse um gol. Então, esses gols são para ele. Jonas é um grande cara. Eu jogo por ele, pelos bons momentos em que jogamos juntos. É uma grande pessoa, que ama o tempo todo, ri o tempo todo, está sempre feliz. É por isso que hoje eu digo: Jonas, siga em frente. A vida ainda não acabou, isso é apenas um obstáculo, você sabe. Tudo o que você precisa é seguir em frente. Obrigado por tudo”.

VEJA TAMBÉM: A surpresa que Cissé fez a dois pequenos torcedores do Newcastle

Além disso, torcedores do Newcastle exibiram cartazes em referência a Gutiérrez e o aplaudiram no minuto 18, alusão ao número do meio-campista, enquanto os jogadores também entraram em campo vestindo a camisa 18. Já na Argentina, os jogadores do Vélez levaram a campo uma faixa em apoio do ex-jogador do clube, homenageado pela torcida aos 23 minutos do jogo contra o Atlético Rafaela. Um alento para que o veterano continue sua luta pela vida.