A Juventus reafirmou sua supremacia no Dérbi de Turim neste sábado, com goleada sobre o Torino. Num clássico sem alma diante das arquibancadas vazias no Estádio Allianz, os atacantes bianconeri tiveram uma tarde inspirada e comandaram os 4 a 1 no placar. Paulo Dybala segue em ótimo momento nesta retomada da Serie A, enquanto Cristiano Ronaldo deixou sua marca com o primeiro gol de falta pela Juve, numa cobrança perfeita. Um resultado para assegurar a tranquilidade dos líderes, que agora secam a Lazio na sequência da rodada.

A partida seria particularmente especial a Gianluigi Buffon, titular na meta juventina. Após renovar o seu contrato com o clube nesta semana, o goleiro completou seu 648° jogo pela Serie A. Com isso, superou o recorde histórico de Paolo Maldini e, isoladamente, se tornou o jogador que mais vezes entrou em campo na elite do Campeonato Italiano.

O clássico ficou nas mãos da Juventus desde o começo. Aos três minutos, Dybala tratou de abrir o placar. O atacante recebeu o passe de Juan Guillermo Cuadrado pelo lado direito da área, driblou dois mesmo com o espaço reduzido e chutou prensado, contando com o desvio para enganar o goleiro Salvatore Sirigu. A Velha Senhora seguiu atacando mais, com Rodrigo Bentancur levando perigo numa cabeçada para fora e Cristiano Ronaldo fazendo Sirigu trabalhar. Com o Torino tentando empatar a partir das bolas alçadas na área, a Juve ampliou num contra-ataque aos 29. Cristiano Ronaldo pedalou e passou a Cuadrado. O ponta fintou Lyanco e bateu cruzado.

No final do primeiro tempo, Buffon seria mais ameaçado, até o Torino descontar nos acréscimos. O árbitro marcou um pênalti para os grenás, avaliando que o toque no braço de Matthijs de Ligt dentro da área era suficiente à infração. Andrea Bellotti assumiu a cobrança e soltou o canudo para superar Buffon, que acertou o canto. O tento acendeu o Toro, que voltou ao segundo tempo disposto a empatar. Os visitantes chegaram a ter um gol anulado, em lance no qual Simone Verdi parou em Buffon, Bellotti estalou o travessão e Alex Berenguer marcou no rebote de cabeça. Não valeu, por impedimento do centroavante.

A entrada de Douglas Costa deu mais gás à Juventus e o brasileiro quase marcou após sair do banco. A tranquilidade, de qualquer maneira, caberia a Cristiano Ronaldo. Uma falta frontal seria cobrada com muita categoria pelo artilheiro, mandando o chute colocado no alto, fora do alcance de Sirigu. O português chegou a 25 gols na temporada, atingindo uma marca que não se via nos bianconeri desde que o ídolo Omar Sívori havia a registrado em 1960/61. O Torino ainda incomodou a Juventus, mas nada a se preocupar. Já no final, os bianconeri definiram o placar. Douglas Costa cruzou da esquerda e contou com a imensa infelicidade de Koffi Djidji, que mandou contra o próprio patrimônio. O brasileiro ainda quase deixou o seu, parando em grande defesa de Sirigu.

A Juventus venceu os seus últimos sete jogos pela Serie A, quatro deles neste retorno da competição. Chega aos 75 pontos, contra 68 da Lazio, que visita o Milan neste sábado. Já na artilharia, Cristiano Ronaldo é quem persegue Ciro Immobile, com quatro gols a menos que os 29 do laziale. O Torino, no 15° lugar, perdeu seus últimos três compromissos. Contabiliza 31 pontos, a seis da zona de rebaixamento.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore