Antes do duelo deste sábado (17), o recém-promovido Cádiz havia visitado o Real Madrid em 16 oportunidades, entre jogos de La Liga e Copa do Rei, ao longo de seus 110 anos de história, segundo dados do famoso Mr. Chip. O retrospecto apontava 15 derrotas e um empate ao Submarino Amarelo atuando contra os Merengues em Madri, mas não condicionou o encontro deste fim de semana: surpreendentemente, os visitantes bateram os detentores do título espanhol por 1 a 0.

Apesar da zebra, não haverá muita gente para argumentar que a vitória não foi merecida. Especialmente na primeira etapa, as melhores chances ficaram com o Cádiz, que pressionou desde o início e poderia ter inaugurado o placar já aos dois minutos, quando Sergio Ramos evitou o gol ao se atirar na bola em chute de Negredo que já havia batido Courtois.

Aos oito minutos, Lozano foi lançado e, em uma boa posição, parou em defesa do belga. Seis minutos mais tarde, Negredo apareceu bem para cabecear, mas a bola saiu à direita do gol do Real Madrid.

O tento ia se aproximando, e até o zagueiro Juan Cala se lançou ao ataque e levou perigo a Courtois, forçando o goleiro a espalmar para escanteio um chute forte no canto direito inferior. Aos 16 minutos, por fim, a rede balançou.

Negredo recebeu pelo alto e, fazendo o pivô de cabeça, encontrou Lozano sozinho na área. O atacante bateu na saída de Courtois, encobrindo o arqueiro para fazer 1 a 0.

As melhores oportunidades de gol do Real Madrid ao longo do jogo vieram de jogadas aéreas. Aos 38 minutos, Varane cabeceou rente à trave direita após cobrança de escanteio. Aos 22 do segundo tempo, Vinícius Júnior se antecipou ao goleiro Jeremías Ledesma e finalizou de cabeça, mas sem direção. Aos 35 da etapa final, Marcelo levantou para Benzema na segunda trave, e o francês ajeitou de cabeça para Jovic completar para o gol. O tento acabou invalidado por posição de impedimento do francês.

Benzema, por fim, assustou Ledesma uma última vez ao acertar uma bomba no travessão no minuto seguinte, mas este foi o mais perto que o Real esteve do empate.

O resultado, evidentemente, foi enorme ao Cádiz. Recém-promovida, a equipe não só venceu o Real em Madri pela primeira vez em sua história, como também conquistou o primeiro triunfo contra os Merengues em La Liga desde a temporada 1990/91. É verdade que foram poucas as participações na elite desde então (três), mas isso torna o triunfo ainda mais saboroso.

O Cádiz começa bem La Liga, chega a três vitórias em seis jogos e assume a terceira colocação momentaneamente, com os mesmos dez pontos do líder Real Madrid, que tem um jogo a menos – vale ressaltar, no entanto, que várias equipes têm entre quatro e cinco jogos feitos até agora.

Esta é a primeira derrota do Real na temporada de La Liga, depois de três vitórias e um empate nas quatro rodadas iniciais. Mais do que motivo para grande preocupação, o tropeço é um alerta de que entrar sem a concentração e o ritmo necessários pode ser suficiente para lhe custar pontos.

Standings provided by SofaScore LiveScore