A chegada de Radamel Falcao García tem feito mais bem que mal a Robin van Persie. Quem esperava que a contratação do colombiano poderia sentenciar o holandês à reserva tinha bons motivos para acreditar nisso. Depois de uma temporada prejudicada por lesões em 2013/14, o camisa 20 havia começado a nova campanha sem convencer – e também sem balançar as redes. Foi só Louis van Gaal fazer dele e de Falcao sua dupla titular de ataque que as coisas mudaram para o atacante holandês. Após receber passe do Tigre, Van Persie se livrou da marcação e fez o segundo do United na vitória por 2 a 1 sobre o West Ham. Os gols reapareceram, e o que poderia ser uma relação de pura concorrência virou uma união de impacto imediato.

VEJA TAMBÉM: Golaço de Jagielka no final foi a melhor coisa do dérbi de Liverpool

O roteiro do gol que definiu a vitória do Manchester United neste sábado já havia sido visto no último final de semana, mas sem final tão feliz para os Red Devils. Van Gaal preteriu Mata, escalou Rooney como armador e colocou Falcao e Van Persie no ataque pela primeira vez contra o Leicester. O colombiano deu a assistência para o gol do holandês naquele jogo, que terminou em derrota por 5 a 3, mas individualmente Van Persie teve o que comemorar. Afinal, já eram cinco jogos seguidos sem gols na Premier League, contando a última rodada da temporada passada.

A atuação do United como um todo não foi das melhores. Abriu 2 a 0 rapidamente, mas caiu de rendimento, viu o West Ham diminuir e por pouco não levou o empate. Foi bastante pressionado principalmente na segunda metade da etapa final, já com um a menos após a expulsão de Rooney. Os Hammers até balançaram a rede, com Nolan, mas o bandeirinha da partida, em decisão difícil mas correta, anulou o tento. Apesar do futebol não ter sido dos mais empolgantes, dar a resposta e, repleto de desfalques na defesa, conseguir o resultado positivo era vital para o time de Manchester após a humilhante derrota de virada por 5 a 3 para o Leicester, após estar vencendo por 3 a 1.

Ainda retomando sua melhor forma, o holandês parece ter deixado para trás a fase ruim e a seca de gols. Com o de hoje, chegou a 70 na Premier League apenas nas últimas quatro temporadas. Ninguém teve número superior a Van Persie nesse período. O bom funcionamento da dupla com Falcao e a confiança resultante dos dois tentos abrem caminho para que mais deles venham nas rodadas seguintes. No momento de construção de equipe pelo qual passa o Manchester United, e com o desfalque de Rooney por três jogos pela expulsão direta contra os Hammers, o retorno do camisa 20 às redes será essencial.