A Liga de Fútbol Profesional (LFP), que organiza as duas primeiras divisões do Campeonato Espanhol, anunciou nesta quinta-feira (12) a suspensão de La Liga por pelo menos duas semanas, em medida de precaução ao Coronavírus. A decisão foi divulgada minutos após reunião com a Federação Espanhola (RFEF) e a Associação de Jogadores de Futebol Espanhóis (AFE).

Segundo o AS, enquanto RFEF e AFE chegaram para a reunião já convencidos de que o campeonato teria que parar, depois da Organização Mundial da Saúde (OMS) classificar o vírus como uma pandemia global, a LFP queria ainda esperar a ordem final do Ministério da Saúde da Espanha. Este também, por fim, recomendava a suspensão do torneio.

A RFEF já havia decidido suspender as duas próximas rodadas do futebol amador mesmo sem a determinação do governo, cuja recomendação era apenas de jogar com portões fechados. Essa decisão foi importante para a decisão anunciada também nesta quinta-feira pela LFP.

Em seu comunicado, a liga cita um Decreto Real de 1997 que determina que cuidados sejam tomados para proteger trabalhadores de riscos ligados a agentes biológicos, como vírus. A decisão, segundo a LFP, será revista ao final da paralisação de duas semanas, analisando-se as circunstâncias de então.

A deliberação vem quase simultaneamente com a determinação de quarentena autoimposta pelo Real Madrid depois que um de seus jogadores de basquete testou positivo para o COVID-19, doença infecciosa causada pelo Coronavírus. Os times de basquete e futebol dividem as mesmas instalações no CT de Valdebebas, e, por isso, todas as atividades de futebol foram também suspensas. Os jogadores foram mandados de volta para casa, assim como os funcionários do clube.

“Dadas as circunstâncias descobertas nesta manhã, referindo-se à quarentena estabelecida no Real Madrid e aos possíveis casos positivos de jogadores em outros clubes, LaLiga considera que as circunstâncias já existem para seguir com a próxima fase do protocolo de ação contra o COVID-19”, dizia o comunicado da LFP.

Assim, La Liga junta-se a uma lista cada vez maior de competições paralisadas por causa do Coronavírus. A relação inclui Itália, Áustria, Eslováquia, Suíça, Japão, China, Coreia do Sul, entre outros. Ligas como a francesa, a portuguesa e a alemã, por ora, seguirão, mas de portões fechados, e a Premier League ainda não teve medidas anunciadas.