Raphinha dará continuidade à sua ascensão na Premier League, comandado por Bielsa no Leeds

Pelo terceiro ano consecutivo, Raphinha muda de clube. O que pode sugerir instabilidade na carreira do ponta, entretanto, prova sua qualidade e sua ascensão. Depois de estourar no Vitória de Guimarães, o jovem de 23 anos passou uma temporada no Sporting. Teve bom desempenho e seria contratado pelo Rennes, onde ajudou o clube a conquistar  a inédita classificação à Champions League. O brasileiro não ficará para a competição continental. Ainda assim, dá um grande passo ao se transferir para a Premier League. No último dia da janela de transferências, terá muito a absorver de Marcelo Bielsa, virando uma peça a mais no Leeds.

Revelado pelo Avaí, Raphinha teve as portas abertas em Portugal através de Deco, seu agente. O jovem primeiramente se juntou ao Vitória de Guimarães B, mas logo foi promovido ao primeiro quadro e brilhou por sua participação ofensiva. Foi o destaque que o levou ao Sporting. Os números não se mantiveram em Lisboa, num momento de transição do clube, mas o brasileiro permaneceu com mercado e virou aposta do Rennes na temporada passada. Na Ligue 1, reforçou sua badalação como um dos principais jogadores do time no campeonato interrompido, contribuindo à conquista da vaga na Champions. Foi o que atraiu o interesse do Leeds.

Abrir mão de Raphinha representa uma perda ao Rennes, mas o clube foi inteligente em sua movimentação e repôs ainda melhor. Com a venda do ponta por €17 milhões, os rubro-negros correram atrás de Jérémy Doku. Revelação do Anderlecht, o substituto atua na mesma posição, mas é cinco anos mais novo e já aparece na seleção principal da Bélgica. Por €26 milhões, a equipe mantém o sarrafo alto para disputar a Champions League pela primeira vez, quem sabe para fazer ainda mais dinheiro no futuro.

E não que o negócio tenha sido ruim para Raphinha. O Leeds pode não ter perspectivas de jogar a Champions tão cedo, mas na Premier League o brasileiro terá uma vitrine tão grande quanto. Entrará num time que se mostra competitivo neste início de campanha, mesmo após conquistar o acesso na segunda divisão, e que possui um treinador que valoriza o jogo ofensivo. A confiança de Bielsa indica como o ponta direita tem características importantes para que os Whites se estabeleçam na elite do futebol inglês.

Raphinha tende a concorrer com Hélder Costa pela posição de titular, embora possa ser encaixado também na ponta esquerda. Assim como Rodrigo Moreno, outro reforço significativo ao ataque do Leeds, é um jogador que aumenta o leque de opções a Bielsa – e isso é importante, considerando que a base se mantém após o título na Championship, mas se faz necessário ter profundidade no elenco para o nível de exigência maior. Os chutes cruzados do novato, sua capacidade de criação e a aptidão aos dribles viram novos trunfos aos Whites.

Em entrevista à Trivela em abril, Raphinha destacou como o período na França auxiliou em sua evolução física e tática. Este crescimento poderá ser ainda mais intenso no Leeds, pelas exigências da Premier League e do próprio Bielsa. Às pretensões do atacante, este pode ter sido um passo fundamental em sua carreira, por mais que o Rennes tenha ambições maiores atualmente. A Premier League pode servir de atalho à convocação para as Olimpíadas de 2021, que o brasileiro coloca como um de seus objetivos.