Durante a temporada passada, o Rangers encerrou seu jejum de sete anos sem vitórias na Old Firm – sem contar triunfos nos pênaltis. Os Teddy Bears ganharam os dois clássicos dentro do Estádio Ibrox pelo Campeonato Escocês 2018/19, mas não conseguiram acompanhar o ritmo do Celtic na disputa pelo título. No entanto, a atual temporada parece bem mais aberta em Glasgow. E, neste domingo, a equipe de Steven Gerrard deu sua mais concreta prova de força, ao ganhar o clássico com autoridade dentro de Parkhead. Os Gers foram superiores durante a maior parte do jogo e construíram o triunfo por 2 a 1. Foi a primeira vitória dos azuis na casa alviverde desde outubro de 2010.

No encontro mais recente entre os rivais, o Rangers já tinha sido amplamente superior ao Celtic. O problema é que os Teddy Bears esbarraram na atuação inspiradíssima de Fraser Forster, que fechou o gol durante a final da Copa da Liga Escocesa e garantiu a vitória magra dos Bhoys por 1 a 0. Três semanas depois, os Gers mostraram que aprenderam a lição e não se intimidaram com o ambiente hostil em Parkhead, para construir um resultado afirmativo.

Mais agressivo desde os primeiros minutos, o Rangers não demorou a martelar a meta de Forster, que logo passou a realizar boas defesas. Entretanto, quem brilharia neste domingo seria o outro goleiro, Allan McGregor. Aos 34 minutos, o árbitro assinalou um pênalti para o Celtic e o arqueiro dos Gers pegou a cobrança de Ryan Christie. O adversário bateu firme no canto esquerdo do camisa 1, que voou para espalmar.

Os alviverdes distribuíam as cartas naquele momento do dérbi, mas os azuis cresceram com o lance e abriram o placar dois minutos depois. Borna Barisic fez ótima jogada pela esquerda e deu o passe para Ryan Kent chutar de primeira, em arremate que beijou a trave antes de entrar. O Celtic, ao menos, não demorou a empatar. O gol dos anfitriões saiu aos 41 minutos, a partir de um contra-ataque. O chute de Callum McGregor desviou em Odsonne Édouard e tirou totalmente o goleiro Allan McGregor da jogada. Os visitantes ainda reclamaram de um toque na mão do francês, negado após a revisão do VAR, em decisão que deixou Gerrard furioso.

Apesar da decisão que favoreceu os rivais, o Rangers voltou ao segundo tempo mais ligado e retomou a vantagem aos 11 minutos. Barisic cobrou escanteio rumo ao primeiro pau e Nikola Katic definiu de cabeça. Com o passar do tempo, o Celtic intensificou a pressão pelo empate, mas não demonstrava grande organização para forçar o gol. Os Gers se seguravam bem e poderiam ter ampliado nos contragolpes. Alfredo Morelos desperdiçou boas chances e ainda terminou expulso, ao tentar forçar um pênalti nos acréscimos. Ao menos desta vez, o colombiano não causou problemas à sua equipe.

O apito final gerou uma comemoração vibrante do Rangers e de Steven Gerrard. O time realizou uma atuação bem mais consistente e mereceu o resultado. Neste momento, o bom futebol apresentado pelos azuis os credencia a interromper a hegemonia dos rivais. O Celtic ainda lidera, com dois pontos de vantagem, mas possui um jogo a mais que os Gers. Desde a derrota na primeira Old Firm da temporada, os Teddy Bears somam uma sequência invicta de 15 partidas pelo Campeonato Escocês, com 13 vitórias no intervalo. Os três pontos conquistados em Parkhead podem se tornar decisivos ao futuro da liga.

Classificações Sofascore Resultados