A rivalidade entre Arsenal e Tottenham é uma das maiores da Inglaterra. Os dois times ficam no norte de Londres e nutrem essa rivalidade intensa desde o início das suas histórias. Em um programa de TV na Inglaterra, o meio-campista Aaron Ramsey não teve dúvidas quando foi perguntado sobre o que faria se ele fosse o primeiro ministro do Reino Unido: rebaixaria o Tottenham.

LEIA TAMBÉM: Clubes ingleses precisarão incluir torcedores em parte de suas tomadas de decisão

Normalmente as pessoas precisariam de algum tempo para imaginar o que fazer para melhorar o país, torná-lo mais justo, ou atacar problemas graves que toda nação possui. Ramsey, tomado pelo espírito da zoeira, tratou de fazer do Tottenham uma vítima do que seria o seu governo.

Só precisa avisar o Ramsey que não dá para rebaixar um time sendo primeiro ministro. Nem mesmo David Cameron, que ocupa o cargo, tem esse poder. Até porque o primeiro ministro é a posição mais alta da hierarquia política do Reino Unido, mas no futebol, isso não importa tanto. Até porque a Premier League (e a Football League, que gere as três divisões abaixo) são privadas e geridas pelos clubes e pessoas indicadas pelos clubes.

Mas claro que ele sabe disso e estava só provocando os rivais. Eis aí o vídeo: