O meio-campista galês Aaron Ramsey foi apresentado pela Juventus nesta segunda-feira em Turim como novo contratado da equipe. Aos 28 anos, ele chega depois de ter ficado sem contrato com o Arsenal, clube que defendeu por oito anos, desde 2008, quando veio do Cardiff. Ele chegou a jogar emprestado ao Nottingham Forest e ao próprio Cardiff antes de se tornar definitivamente jogador do elenco principal do Arsenal em 2011. Agora, vai jogar fora do Reino Unido pela primeira vez.

“Quando eu soube que a Juventus estava interessada, eu não poderia recusar isso. É um grande clube, um dos maiores do mundo, então ter a oportunidade de vir aqui e jogar para eles no mais alto nível é um sonho. Também é um desafio para mim vir aqui, viver um modo de vida diferente, uma cultura diferente para vir, abraçar e esperar que vá tudo bem aqui”, afirmou o meio-campista.

“Eu sei o quanto será difícil, eu me preparei muito bem para isso e eu estou ansioso para o desafio”, continuou. “Assim que eu soube que a Juve estava interessada, não tive dúvida sobre onde eu queria ir. Você não pode recusar essa oportunidade. Eu estou muito empolgado por estar aqui, ser parte deste grande clube e eu espero ser parte de uma nova história que nós possamos escrever juntos”, disse ainda o galês. “Sim, houve outros clubes, mas este é o clube certo para mim e eu estou muito empolgado e orgulhoso de estar aqui”.

Na Juventus, Ramsey vestirá o número 8, o mesmo que usava nos seus últimos anos de Arsenal, e que foi usada pela última vez no clube italiano pelo ídolo Claudio Marchisio. “Eu quis a camisa 8 que eu vesti no Arsenal e estava livre aqui, eu tive que agarrar com as duas mãos. Eu sei que Marchisio foi um jogador inacreditável aqui, que cresceu aqui e teve uma carreira fantástica. Eu falei com ele algumas vezes e se eu puder emular o que ele fez pela Juventus, eu ficaria muito orgulhoso disso”, contou. “Eu estou ansioso para vestir essa camisa, eu sei que isso vem com responsabilidades, mas eu estou pronto para isso também”.

A lesão

“Eu tenho uma lesão, mas está indo bem, estou progredindo muito bem no momento. Eu estou fazendo muito trabalho para voltar o mais rapidamente possível. Eu não estou lá para ir para treinamento completo, mas eu não estou longe. Eu quero começar a treinar com os outros jogadores assim que possível”, disse Ramsey.

“Eu tive uma pequena lesão, mas estou lidando dia a dia, estou me sentindo mais forte e ficando mais em forma. Nós iremos tomar uma decisão nos próximos dias, mas nada está escrito na pedra ainda se eu vou viajar com o elenco para o tour de pré-temporada. As coisas estão avançando, eu estou confiante que estarei de volta relativamente rápido”, explicou ainda o jogador.

Características

Ramsey, da Juventus, apresentado com a camisa 8 (Getty Images)

“O elenco, os jogadores todos me receberam realmente muito bem, eu falei com o técnico algumas vezes e ele é muito acessível e fácil de falar. Eu estou ansioso para ajudar meus novos companheiros para atingir nossos objetivos nesta temporada”, afirmou o jogador. “Há competição por lugares, mas isso é de se esperar em um time como a Juventus. Eu tenho que me apoiar e produzir para entrar nesse time, então estou ansioso pelo desafio e espero que possa fazer minha parte”.

“Um jogador como eu, eu quero participar do jogo, seja marcando gols ou assistências, os dois são igualmente importantes para ajudar o time. Eu espero marcar e criar muitos gols quanto puder nesta temporada, de forma a atingir o nosso objetivo”, disse ainda o jogador.

O estilo de Sarri

“É claro que eu quero jogar o melhor futebol que eu puder, mas não é o único jeito de ganhar uma partida de futebol. No fim do dia, se trata de vencer, então isso é o mais importante. Se você pode vencer ao jogar bom futebol, esse é um bom sentimento”, declarou o jogador. “Eu conheço o técnico e do seu tempo na Inglaterra que ele definitivamente gosta de jogar futebol, ele tem sua própria filosofia e eu tenho certeza que todos os jogadores irão se adaptar muito bem a isso”.

Sarri era o técnico do Chelsea que venceu, por goleada, o Arsenal de Ramsey na final da Liga Europa por 4 a 1. O galês, porém, não estava em campo, machucado. “Do que eu vi na temporada passada, ele chegou a duas finais, ganhou uma delas e terminou entre os quatro primeiros. Não é algo fácil de fazer, então foi definitivamente um sucesso para ele lá. Espero que ele possa trazer sua filosofia e estilo para o time, como vencer e jogar bom futebol é a situação ideal, mas não é o único jeito”, analisou. “Espero que seja algo que nós possamos fazer e que sejamos realmente bem-sucedidos fazendo”.

“Eu gosto de ser um meio-campista de área a área, que pode subir e descer no campo, que pode defender e também chegar ao final de algo do outro lado. Essas são minhas características, então quando eu vou totalmente para treinamento, eu irei entender o que o técnico quer também. Eu estou ansioso por isso”, continuou Ramsey.

Galês, Ramsey foi perguntado se ele seguiria os passos de John Charles, outro jogador nascido no seu país e que marcou época jogou na Juventus. “Ele é uma lenda, que eu me espelho como pessoa e como jogador e eu espero conseguir emular”, declarou ainda o jogador.

Um dos pontos que chamou a atenção na entrevista foi a tentativa do jogador em falar um pouco de italiano. Ele disse pouca coisa, se desculpou pelo seu italiano ser ruim, mas disse que está estudando. A preocupação em aprender o idioma de um lugar novo, onde isso pode ser muito importante. Mostra um cuidado que os torcedores, o clube e a cidade certamente apreciam.