Racing sai da falência após quase dez anos

Quase dez anos depois, o Racing anunciou sua saída da falência na quinta-feira. O clube passou por uma grave financeira nos últimos tempos, mas conseguiu aliviar um pouco sua situação.

Em 1999, o então presidente Daniel Lalin declarou a falência do clube de Avellaneda. Na época, a equipe argentina somava grandes dívidas e corria até mesmo o risco de ser extinto.

A empresa Blanquiceleste AS assumiu o controle do Racing e se comprometeu a pagar as dívidas de US$ 65 milhões em dez anos. O time conquistou o título do Apertura em 2001/02, mas a campanha vitoriosa foi uma exceção. Em várias oportunidades, o clube atrasou pagamentos de salários, enfrentou greves de jogadores e foi obrigado a negociar seus principais atletas para se manter.

Na última temporada, o Racing evitou por muito pouco o rebaixamento para a segunda divisão. A equipe disputou um playoff contra o Belgrano, levou a melhor sobre o adversário e assegurou sua permanência na elite.

Nos últimos dez anos, a equipe teve 16 treinadores – três deles com duas passagens neste período. No último torneio Apertura, o Racing terminou em 14º lugar.