Quem fica com Carlitos?

O atacante Carlos Tevez deu um piti e não quis jogar contra o Bayern Munique. O técnico do Manchester City, Roberto Mancini, já disse que ele não veste mais a camisa dos citizens. Tevez já começou a chorar, dizendo que ele queria sair e o clube não deixou. E as especulações sobre o argentino estão fervendo.

O primeiro a manifestar interesse em resolver a situação de Tevez foi o Limavady United. Como assim você não conhece? É um clube que joga a segunda divisão da Irlanda do Norte. Já ganhou a Copa do Noroeste do país dez vezes. Pois é, o presidente do clube mandou um fax para o City (qual o problema dos dirigentes de futebol com e-mail?) para falar sobre a contratação do atacante até o final da temporada, por empréstimo. Claro, os norte-irlandeses querem que o City pague o salário do argentino no período, já que está fora do orçamento do clube.

“Seguindo os comentários tornados públicos do técnico na noite de quarta que Carlos Tevez não jogaria pelo clube novamente, eu, em nome do Imavardy United, indiquei nossa vontade de ajudar com esse problema difícil”, diz um comunicado divulgado pelo vice-presidente do clube, David Brewster.

“Nós estaríamos perfeitamente dispostos a pegar Tevez emprestado até o final da temporada ou até uma transferência, permitindo a ele jogar futebol, mas sem ficar impossibilitado de atuar na Liga dos Campeões”, diz ainda o comunicado. “O Limavady United joga a Championship [equivalente à segunda divisão] na Irlanda do Norte e nosso técnico ficaria feliz em acomodar Tevez no nosso elenco”, continua a nota. “Naturalmente, nosso clube não teria condição de pagar os salários de Tevez, mas eu tenho certeza que vocês sabem as vantagens de mantê-lo em forma para qualquer possível venda”, completa o comunicado dos norte-irlandeses.

Por falar em Championship, quem também já teria feito contato com o Manchester City seria o West Ham, que pediria o mesmo que os norte-irlandeses: o empréstimo de Tevez até o final da temporada ou até janeiro, caso ele seja negociado na janela de inverno europeu. É bom lembrar: Tevez salvou os Hammers do rebaixamento com gols fundamentais, um deles contra o Manchester United em Old Trafford. Foi o primeiro clube do atacante na Inglaterra e deixou saudades nos torcedores.

Como era de se esperar, o Corinthians prepara-se para tentar uma nova investida no seu antigo ídolo. Com a crise do jogador no City, o Timão acredita que a sua proposta deve ser aceita desta vez e conta com a vontade de jogador de ficar perto da família para vencer a concorrência.

Sim, concorrência. Juventus e Internazionale querem levar o argentino para o Campeonato Italiano e acreditam que o preço exigido pelo Manchester City irá cair para a faixa de € 20 milhões. Como trunfo, os dois times prometem um tratamento especial para Tevez, dando condições para sua família se adaptar à Itália melhor do que Manchester – e cá entre nós, Milão leva uma pequena vantagem nessa disputa com Turim.

Já que todo mundo quer o Tevez, vou ligar para o argentino para ver se ele quer jogar a pelada que eu disputo todos os sábados. Estamos precisando de mais gente mesmo e tenho certeza que ele seria uma boa contratação. Só que lá o jogo é duro, hein? Nada dessa moleza da Premier League, etc, etc.

Quem também quer se mexer em janeiro é o Chelsea. O time de Roman Abramovich pensa na contratação de Sami Khedira, do Real Madrid. Seria um reforço para o setor que perdeu Michael Essien por um longo tempo – o ganense só volta em 2012. Segundo as especulações, os Blues irão oferecer £ 20 milhões (€ 23 milhões). Nada mau, hein?

E não é o único reforço pretendido pelo time do técnico André Villas-Boas. Stevan Jovetic, da Fiorentina, é o próximo a ser tentado por uma proposta dos Blues. O jogador estaria inclinado a se transferir e dizem que o montenegrino já estaria negociando com a diretoria viola para deixá-lo sair em janeiro, caso o Chelsea atinja um valor considerado bom pelo clube. André Villas-Boas seria um admirador do jovem, de 21 anos.

Ainda na Inglaterra, o Arsenal pensa em trazer um jogador para o setor de meio-campo, o mais afetado com as saídas de Cesc Fàbregas e Samir Nasri. É Marko Marin, do Werder Bremen, clube que começou muito bem a temporada. Os relatos na Inglaterra dizem que Arsène Wenger fará uma proposta de £ 10 milhões (€ 11,5 milhões).

O Borussia Dortmund, por sua vez, não começou a temporada tão bem quanto esperado e pode tentar mudar esse cenário com a contratação do russo Roman Pavlyuchenko, reserva do Tottenham. Em janeiro, o jogador pode receber uma proposta para se juntar ao campeão alemão.

Falando em campeão, o dono do scudetto, o Milan, pode tentar se aproveitar da situação complicada que vive Robin van Persie – que tem contrato até 2013 e adiou as conversas com o clube sobre uma possível renovação – e tentar levar o holandês para Milão. Atual capitão do time, Van Persie é um dos poucos remanescentes da era vitoriosa do Arsenal, que não ganha um título há seis anos.

O novo rico da Europa, Paris Saint-Germain, já teria feito um primeiro contato com o Los Angeles Galaxy para tentar a contratação de David Beckham. O jogador está no seu último ano de contrato com o clube norte-americano e foi indicado pelo diretor esportivo Leonardo, com quem trabalhou no Milan, para integrar a equipe parisiense. Quem deve estar torcendo por isso são as marcas de perfumes/roupas/acessórios/cosméticos, que teriam em Beckham um garoto propaganda em Paris em tempo integral.

Por fim, mas não menos importante, o técnico Vanderlei Luxemburgo pode estar perto de um “pojeto” internacional. É que o lateral-esquerdo (que tem jogado como volante) Roberto Carlos, que tornou-se técnico/jogador do Anzhi Makhachkala, indicou o treinador para assumir o clube do Daguestão. Outra opção que Roberto Carlos sugeriu foi Luis Felipe Scolari, do Palmeiras. Para quem já foi para o Uzbequistão, né Felipão, tá fácil ir para a Rússia.

Até a semana que vem!