GOLEIROS

1 – Keylor Navas

27 anos, Levante-ESP

Keylor Navas chega à Copa do Mundo em grande fase. É o nome de maior destaque da Costa Rica, mesmo sendo um goleiro. Pelo Levante, fez ótima temporada, chegando a atrair o interesse do Barcelona. Tem ótimos reflexos e comete poucos erros. Certamente será o titular costarriquenho embaixo do gol.

18 – Patrick Pemberton

32 anos, Alajuelense

Pemberton é o primeiro reserva de Keylor Navas, mas não passa a mesma segurança que o titular. Em 45 jogos na temporada do Alajuelense, sofreu 35 gols. Tem bons reflexos, mas é muito espalhafatoso.

23 – Daniel Cambronero

28 anos, Herediano

Cambronero é o terceiro goleiro da seleção costarriquenha. Nunca teve muitas chances pela equipe. Estreou em 2009 e desde então jogou apenas duas partidas. Estará apenas fazendo número para o grupo na Copa.

DEFENSOR

2 – Johnny Acosta

30 anos, Alajuelense

Zagueiro central de pouca estatura, Acosta compensa seu 1,75m com uma boa impulsão. É reserva da Costa Rica e não é a primeira opção para entrar no lugar dos titulares. Chamado pela primeira vez em 2011, foi capitão de uma Costa Rica recheada de garotos na Copa América daquele ano.

3 – Giancarlo González

26 anos, Columbus Crew-EUA

Titular da zaga costarriquenha, González pode atuar também como cabeça de área, embora pouquíssimas vezes desempenhe essa função, especialmente na seleção. Estreou pela Costa Rica em 2010 e desde então atuou 34 vezes pela equipe nacional.

4 – Michael Umaña

31 anos, Deportivo Saprissa

Umaña é titular ao lado de González na dupla de zaga da seleção e também é a escolha principal quando Jorge Luis Pinto opta por uma formação com três zagueiros. Está na seleção há mais de dez anos e é o mais experiente do setor na equipe.

6 – Óscar Duarte

25 anos, Club Brugge-BEL

Zagueiro central de 25 anos, Óscar Duarte estreou pela seleção em 2010, quando tinha 21 anos. Disputou apenas 10 partidas pela Costa Rica até agora e é segunda opção no banco de reservas.

8 – David Myrie

26 anos, Herediano

Com o corte de Heiner Mora, contundido na noite do dia 10 de junho, David Myrie, que provavelmente nem esperava, foi chamado para substitui-lo. A última vez que Myrie havia atuado pela seleção costarriquenha havia sido em janeiro deste ano, e nem mesmo na última data Fifa, em março, o jogador havia sido convocado. Apesar disso, o veloz lateral tem a confiança de Jorge Luis Pinto. Como Mora deveria ser o reserva de Gamboa, Myrie, que sequer era prioridade para o grupo, deverá também ser apenas uma opção no banco.

15 – Júnior Díaz

30 anos, Mainz-ALE

Titular do Mainz, da Alemanha, o lateral esquerdo Júnior Díaz é mais um lateral defensivo que ofensivo, e por isso é titular também na seleção costarriquenha, que precisará, sobretudo, se defender. Com boa estatura, Díaz também ajuda na marcação em bolas paradas e tem boa presença pelo alto. Por outro lado, frequentemente breca as investidas adversárias com faltas.

16 – Cristian Gamboa

24 anos, Rosenborg-NOR

Gamboa é o titular da lateral direita da Costa Rica e, diferentemente de Júnior Díaz, é melhor ofensivamente que defensivamente. Tem bastante velocidade e gosta de arriscar chutes em diagonal. Estreou pela seleção em 2010 e realizou até agora 25 partidas pela equipe.

19 – Roy Miller

29 anos, New York Red Bulls-EUA

Lateral esquerdo titular no New York Red Bulls, Roy Miller é usado como zagueiro na seleção costarriquenha, quando o técnico Jorge Luis Pinto resolve escalar o time com três homens na zaga. Tem boa saída de jogo e qualidade nos passes e é uma boa opção se a escolha for por um ferrolho defensivo contra os campeões mundiais na fase de grupos.

MEIO-CAMPISTAS

5 – Celso Borges

26 anos, Solna-SUE

Meia-atacante, Celso Borges é o responsável pela armação de jogadas pelo centro, ficando atrás do centroavante Joel Campbell. Teve uma boa temporada na Suécia, marcando oito gols no campeonato nacional pelo Solna. Será o principal responsável por municiar o jovem do Olympiacos no ataque.

7 – Christian Bolaños

30 anos, Kobenhavn-DIN

Bolaños pode jogar aberto tanto pela esquerda quanto pela direita, mas provavelmente será utilizado no primeiro flanco. Já realizou 54 partidas pela seleção, sendo titular em grande parte da campanha nas eliminatórias. Não é de fazer gols, contribuindo mais com a criação de chances pela ponta.

9 – Joel Campbell

21 anos, Olympiacos-GRE

Joel Campbell é o atacante titular da Costa Rica e, apesar da pouca idade, já mostra qualidade. Tem boa velocidade, faro de gol e, emprestado pelo Arsenal ao Olympiacos, teve uma boa temporada. É o mais avançado da seleção, mas cai bem pelas pontas e sai com qualidade da área para ajudar o ataque a fluir. Tem também boa finalização de fora da área.

10 – Bryan Ruíz

28 anos, PSV Eindhoven-HOL

Bryan Ruíz joga aberto pela ponta direita, tem velocidade e talvez seja o jogador mais técnico da seleção costarriquenha. Sua finalização não é das melhores, mas é bom na criação das jogadas, dribla bem e tem um bom passe de longa distância. Emprestado pelo Fulham ao PSV em janeiro, conseguiu ter impacto imediato na equipe, marcando cinco gols e dando três assistências em 14 jogos.

11 – Michael Barrantes

30 anos, Aalesunds-NOR

Meia-atacante, Barrantes deverá ser reserva, mas sua constante participação nas Eliminatórias indica que deverá ser utilizado como opção do banco. Pode entrar tanto no lugar de Borges, mais centralizado, como no de Bolaños, pela esquerda.

12 – Waylon Francis

23 anos, Columbus Crew-EUA

O lateral esquerdo Waylon Francis tem uma história curta na seleção costarriquenha, com apenas uma partida realizada, em janeiro do ano passado, contra a Nicarágua. Dificilmente entrará em campo na Copa do Mundo, já que desde então não atuou nem mesmo como reserva pela Costa Rica.

13 – Oscar Granados

28 anos, Herediano

Meia-atacante, Granados defende a seleção costarriquenha desde 2010, mas nunca conseguiu ser titular definitivo. No Campeonato Costarriquenho, teve um bom desempenho, com cinco gols em 21 jogos, mas isso não deverá significar uma briga pela titularidade no time de Jorge Luis Pinto.

17 – Yeltsin Tejeda

22 anos, Deportivo Saprissa

Tejeda tem apenas 22 anos e já é o volante titular da Costa Rica, tendo estreado com apenas 19 anos. É bom nos desarmes e frequentemente recorre a lançamentos longos logo que toma a bola dos jogadores adversários. Tem bom poder de reação e dificilmente desiste de alguma jogada.

20 – Diego Calvo

23 anos, Valerenga-NOR

Diego Calvo é reserva na Costa Rica e, tendo estreado no ano passado, tem sido constantemente chamado e ganhado alguns minutos pela seleção. Joga como meia-atacante, aberto pela esquerda, é veloz e constantemente tenta criar chances para os companheiros com cruzamentos.

22 – José Cubero

27 anos, Herediano-CRC

Volante titular do Herediano, Cubero é a primeira opção para a cabeça de área, no caso da ausência do titular Tejeda. Foi convocado pela primeira vez em 2010 e tem sido presença constante na Costa Rica desde então.

ATACANTES

14 – Randall Brenes

30 anos, Cartaginés

Randall Brenes estreou pela seleção costarriquenha em 2005, com 21 anos, e desde então marcou oito gols em 39 jogos. Não é titular, mas é a primeira opção para substituir Joel Campbell. Cai bem pelas laterais e tem como principais características a velocidade e o drible.

21 – Marco Ureña

24 anos, Kuban Krasnodar-RUS

Marco Ureña pode jogar tanto como segundo atacante quanto como ponta-direita. Não teve uma temporada boa pelo Kuban Krasnodar, da Rússia, mas seguiu sendo convocado e inclusive jogou por 25 minutos no amistoso do último dia 3 contra o Japão.