Dino tem 27 anos e é um advogado de Sidney. Por causa do trabalho e de uma vida social agitada, acorda às 7h, horário local, e não consegue assistir aos jogos da Liga dos Campeões, que começam às 4h30 na Austrália. Não pode abrir mão do seu “sono de beleza”. O problema dele não é perder a bola rolando, a emoção de um gol de Lionel Messi ou um carrinho certeiro de Thiago Silva.

Dino não quer abandonar a fama de ser um inteligente fã de futebol e oferece U$ 150 por jogo, cerca de R$ 300, para alguém, de preferência um estudante de direito que torça pelo Arsenal, assumir o perfil dele no Facebook. Melhor que isso. O anúncio que colocou no site Gumtree diz que o interessado “também será treinado para flertar estrategicamente com várias mulheres na aplicação de mensagens do Facebook”.

Isso é sério? Sim. O News Corp Austrália conversou com Dino, que já tem vários candidatos – um deles garante que adiciona várias garotas no Facebook. O site também descobriu que o torcedor do Arsenal chama o Liverpool de “LOL’pool” e o Manchester United de “Manure”. Adubo.

Outro detalhe interessante é que o jovem trabalhador precisa se portar virtualmente como Dino. Quem conseguir o emprego vai receber uma seleção de “Dundoísmos”, que, nas palavras do nosso amigo advogado, são “frases que eu costumo usar”, e precisa participar de reuniões com “brainstorms” para posts ofensivos, montagens fotográficas e calúnias coletivas. O trabalho é exigente.

Como ele diz no fim do anúncio, é uma “enorme oportunidade para um jovem cheio de iniciativa que deseja experiências na arte da discussão futebolística”. Então, o que você está esperando para mandar um e-mail para o Dino?