A gente pode reclamar do nível técnico, das falhas de arbitragens, da falta de ídolos, do que for, mas não tem jeito: o futebol brasileiro é outro a partir do início do Campeonato Brasileiro. Passam os estaduais e o nível de interesse se transforma. Para quem é de Série A, a maioria, mas também para o pessoal da B, C e D. E se muitos aspectos não são os melhores a oferecer, ao menos em competitividade o Brasileirão vai sendo ótimo neste primeiro turno. Até demorou um pouco para engrenar, mas a rodada do próximo final de semana promete bastante. Afinal, somente três pontos separam o líder do sétimo colocado. E a simbólica conquista da primeira metade do torneio está em jogo.

VEJA TAMBÉM: Brasil foi engolido pelo nervosismo em uma estreia dura contra África do Sul

O drama e a emoção deste meio de semana já valeu como um belíssimo aperitivo. O Atlético Mineiro, com a virada sobre o São Paulo dentro do Morumbi, ratificou a ascensão marcante nas últimas rodadas. Pede passagem. Outro vencedor notável da rodada foi o Atlético Paranaense, que se impôs sobre o Corinthians e indicou mais uma vez que o bom trabalho de formação pode se colocar acima do dinheiro gasto no mercado de transferências. Mas mesmo na parte inferior da tabela não faltou qualidade. Menção especial para o Cruzeiro, encerrando as cinco rodadas sem vitórias, agora sob as ordens de Mano Menezes. Tudo bem, o Inter e seus 10 jogos de jejum tiram um pouco do brilho do resultado. Ainda assim, a voracidade do ataque comandado por Ábila e Sóbis indica que a equipe celeste tem força para passar o segundo turno longe da zona de rebaixamento.

No momento, o topo aparece dividido entre Santos, Palmeiras e Corinthians. E, considerando que o Peixe pega o América Mineiro no domingo, suas possibilidades de permanecer em vantagem nos critérios de desempate sobre os rivais são bem maiores. No sábado, a liderança pode passar de mãos, dependendo do resultado entre Flamengo e Atlético Paranaense. Enquanto isso, mesmo a luta para não cair anda parelha, com seis pontos separando o penúltimo colocado do nono. Disputas acirradas que, a princípio, tendem a se arrastar durante mais alguns meses. Que, pelo menos em nível de interesse, mantém o Brasileirão como um baita campeonato.

Seja quem for, o campeão do primeiro turno será o que menos somou pontos na história dos pontos corridos. Não é muito bom quando se discute a irregularidade dos times. Mas é excelente para a competição. As atenções agora se voltam aos esportes olímpicos, eu sei, e a vontade de muita gente é devorar o que acontece nos Jogos do Rio de Janeiro. Mas não dá para deixar de lado o que o Brasileirão vem oferecendo. Que esse ótimo final de primeiro turno se mantenha até o final.

TRIVELA FC: Conheça nosso clube, ganhe benefícios e faça a Trivela mais forte!