Lionel Messi em primeiro e Cristiano Ronaldo em segundo ou vice-versa. Esse foi o cenário da premiação de Melhor do Mundo da Fifa, desde 2010 fundida com a Bola de Ouro, em seis das últimas sete premiações. A supremacia dos dois, claramente acima do resto do mundo, era praticamente incontestável, mas, no último ano, outros dois atacantes do Barcelona ameaçam invadir esse pequeno clubinho.

LEIA MAIS: O golaço de Neymar pelo Barcelona contra o Villarreal é das coisas mais incríveis que ele já fez

Obviamente, refiro-me a Neymar e Suárez. A fase de ambos é fantástica. São responsáveis pelos últimos 16 gols do Barcelona no Campeonato Espanhol e por 20 dos 23 que o clube marcou em todas as competições desde a lesão de Lionel Messi, em 26 de setembro, o que representa uma porcentagem de 87%.

Sem falar que foram essenciais na campanha da Tríplice Coroa na temporada passada, com Neymar marcando em todos os jogos das fases decisivas da Champions League a partir das quartas de final, e Cristiano Ronaldo ficou sem nenhum título para levar para casa. As conquistas sempre pesam na eleição da Fifa. Messi é o favorito para ser eleito o melhor jogador do mundo pela quinta vez, após ter sido o principal jogador do Barcelona nesses torneios e levado a Argentina à final da Copa América.

O período que tem que ser considerado pelo prêmio começa em 22 de novembro do ano passado e termina em 20 de novembro de 2015. Ou seja, na próxima sexta-feira. Neymar disputará dois jogos pelo Brasil, Cristiano Ronaldo tem um amistoso contra a Rússia, Messi está machucado e Suárez segue suspenso da seleção uruguaia.

De qualquer maneira, essas partidas devem ter pouco impacto para os técnicos e capitães das seleções filiadas à Fifa e para os representantes da imprensa internacional que têm até 20 de novembro para votarem. Os argumentos dos quatro já foram apresentados e descobriremos em 30 de novembro quem serão os três finalistas.

Reunimos abaixo os números de Cristiano Ronaldo, Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez no período compreendido pelo prêmio para sustentarmos a vossa discussão. Queremos ouvi-los: quais desses quatro merecem estar entre os três finalistas da Bola de Ouro? Algum outro jogador foi melhor que eles? A caixa de comentário é de vocês.

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo, do Real Madrid (AP Photo/Massimo Pinca)
Cristiano Ronaldo, do Real Madrid (AP Photo/Massimo Pinca)

2014/15 (a partir de 22 de novembro)

Champions: 8 jogos, 8 gols, 3 assistências
La Liga: 25 jogos, 30 gols, 10 assistências
Mundial: 2 jogos, 0 gols, 2 assistências
Copa do Rei: 2 jogos, 1 gol

2015/16

Champions: 4 jogos, 5 gols
La Liga: 10 jogos, 8 gols, 2 assistências

Total por clubes: 51 jogos, 52 gols, 17 assistências

Seleção

5 jogos, 3 gols, 0 assistências

Total no período: 56 jogos, 55 gols e 17 assistências

Lionel Messi
Messi, do Barcelona (Foto: AP)
Messi, do Barcelona (Foto: AP)

2014/15

Champions: 9 jogos, 6 gols, 3 assistências
La Liga: 27 jogos, 36 gols, 11 assistências
Copa do Rei: 6 jogos, 5 gols, 4 assistências

2015/16

Champions: 1 jogo
La Liga: 6 jogos, 3 gols, 2 assistências
Supercopa da Espanha: 2 jogos, 1 gol
Supercopa da Uefa: 1 jogo, 2 gols

Total por clubes: 52 jogos, 53 gols, 20 assistências

Seleção

8 jogos, 4 gols, 3 assistências

Total no período: 60 jogos, 57 gols e 23 assistências

Luis Suárez
Luis Suárez foi o grande nome do Barcelona na vitória sobre o Eibar (AP Photo/Manu Fernandez)
Luis Suárez foi o grande nome do Barcelona na vitória sobre o Eibar (AP Photo/Manu Fernandez)

2014/15

Champions: 9 jogos, 7 gols, 3 assistências
La Liga: 24 jogos, 16 gols, 11 assistências
Copa do Rei: 6 jogos, 2 gols, 4 assistências

2015/16

Champions: 4 jogos, 3 gols, 1 assistência
La Liga: 10 jogos, 9 gols, 3 assistências
Supercopa da Espanha: 2 jogos, 0 gols, 1 assistência
Supercopa da Uefa: 1 jogo, 1 gol, 1 assistência

Total por clubes: 56 jogos, 38 gols, 24 assistências

Seleção – suspenso

Total no período: 56 jogos, 38 gols, 24 assistências

Neymar
Neymar, atacante do Barcelona (AP Photo/Manu Fernandez)
Neymar, atacante do Barcelona (AP Photo/Manu Fernandez)

2014/15

Champions: 8 jogos, 8 gols, 0 assistências
La Liga: 23 jogos, 12 gols, 6 assistências
Copa do Rei: 6 jogos, 7 gols, 0 assistências

2015/16

Champions: 4 jogos, 2 gols, 3 assistências
La Liga: 10 jogos, 11 gols, 3 assistências

Total por clubes: 51 jogos, 40 gols e 12 assistências

Seleção

7 jogos, 4 gols, 1 assistência

Total no período: 58 jogos, 44 gols, 13 assistências