O torcedor que estava ansioso para descobrir como seria o Liverpool de Jürgen Klopp tem que tomar cuidado com o que deseja. Suas preces foram atendidas com uma overdose de partidas que deixa os jogadores cansados, o departamento médico cheio e faz com que o treinador tenha que revezar a equipe constantemente. Entre 26 de dezembro e 19 de março, um período de 85 dias, o clube pode atuar 25 vezes, uma média de uma partida a cada 3,4 dias.

LEIA MAIS: Liverpool perdeu um dos seus maiores fãs para a leucemia, mas não deixou Owen caminhar sozinho

Quem notou a maratona do Liverpool foi um usuário do Reddit que listou as partidas que o time pode ter pela frente, caso avance à quinta rodada da Copa da Inglaterra e às oitavas de final da Liga Europa. Enfrenta o West Ham, fora de casa, no replay da quarta rodada, depois de ficar no 0 a 0 em Anfield, no último sábado, e joga contra o Augsburg pelos 16 avos de final da Liga Europa.

Três características próprias do calendário da Inglaterra favorecem essa maratona: o acúmulo de jogos no final de ano, enquanto a maioria das ligas descansa; a Copa da Inglaterra exigir um segundo jogo quando o primeiro termina empatado, ao invés de prorrogação e pênaltis; e uma segunda copa, a da Liga Inglesa, que tem as semifinais com partidas de ida e volta.

Nessa história toda, o Liverpool é castigado pelo mérito de ter disputado esses jogos contra o Stoke City e chegado à decisão, contra o Manchester City, em 28 de fevereiro, dia em que teria que enfrentar o Everton, em casa, mas o clássico foi adiado. Também paga por não ter vencido o Exeter e o West Ham (ou perdido) nos primeiros jogos e ser obrigado a disputar esses replays.

De qualquer maneira, terá pela frente um calendário quase brasileiro, com três meses recheados de partidas de fim de semana e de terça, quarta ou quinta-feira. Particularmente problemático para o seu estilo de jogo de pressão alta e muita correria.

calendário Liverpool


Os comentários estão desativados.