Joe Cole fazia uma reestreia dos sonhos pelo West Ham. Quase dez anos depois de deixar o clube que o revelou, o meia comandava a virada sobre o Manchester United em Upton Park, servindo as duas assistências que classificavam os Hammers na Copa da Inglaterra. Robin van Persie, no entanto, tratou de estragar a festa. Nos acréscimos, o artilheiro garantiu o empate por 2 a 2, que obriga o reencontro das duas equipes para saber quem passará de fase.

Sir Alex Ferguson preferiu dar um descanso para boa parte de seus titulares, entre eles Van Persie, Rio Ferdinand e Patrice Evra. E o início do jogo foi bastante movimentado, com os dois times salvando jogadas em cima da linha. Aos 23, aproveitando um melhor momento, o United saiu em vantagem. Em contra-ataque pela direita, Chicharito cruzou e Tom Cleverley bateu com categoria, no contrapé de Jussi Jaaskelainen.

Apenas quatro minutos depois, contudo, o West Ham chegaria à igualdade. Joe Cole apareceu pela primeira vez na partida e fez cruzamento perfeito para James Collins. Livre de marcação, o defensor venceu David De Gea. Na sequência da primeira etapa, Welbeck teria boa chance de igualar, mas foi barrado por Jaaskelainen.

Na volta do segundo tempo, os Hammers voltaram pressionando e, após bola levantada por Joe Cole, Carlton Cole exigiu grande defesa de De Gea. Logo na sequência, o cruzamento do meia não falharia. A bola aérea encontrou outra vez a cabeça de Collins e, dela, foi parar nas redes, decretando a virada dos londrinos.

Com a diferença no marcador, Ferguson demorou pouco menos de dez minutos para mandar Van Persie e Antonio Valencia a campo, além de também dar uma chance a Ryan Giggs. O United até exerceu pressão na sequência e os substitutos conseguiram fazer a diferença. Nos acréscimos, Ryan Giggs deu um lançamento primoroso para Van Persie, que dominou com maestria e confirmou o empate.