A Itália conseguiu uma  vitória com tranquilidade sobre Liechtenstein por 6 a 0 pelas Eliminatórias da Eurocopa, em um jogo que marcou um recorde para o atacante Fabio Quagliarella. Aos 36 anos e 54 dias, o atacante da Sampdoria se tornou o jogador mais velho a marcar um gol pela Azzurra. Foram dois gols de pênalti do artilheiro, que tem 21 no Campeonato Italiano só pela Samp. Além dele, os italianos contaram também com gols de Stefano Sensi, Marco Verratti, Moise Kean e Leonardo Pavoletti.

LEIA TAMBÉM: Portugal perde Cristiano Ronaldo machucado, empata com Sérvia e se complica

Depois de vencer a Finlândia por 2 a 0 na estreia pelas Eliminatórias da Eurocopa, os italianos jogaram no estádio Enio Tardini, em Parma, e enfrentaram aquele que é um dos adversários mais fracos do grupo. Por isso, os desfalques numerosos do técnico Roberto Mancini não preocuparam tanto. O treinador não podia contar com Lorenzo Insigne, Federico Chiesa e Alessandro Florenzi. Além deles, ainda perdeu Cristiano Piccini e Stephan El Shaarawy.

Mancini armou a Itália em um 4-3-3, com o jovem Moise Kean ganhando a sua segunda chance como titular do time, ao lado do veterano Quagliarella e de Matteo Politano, que faz uma ótima temporada pela Inter. Quagliarella, aliás, não começava um jogo pela Itália desde 2010, quando esteve na Copa do Mundo da África do Sul. E não joga com a camisa Azzurra desde 2014, sua última partida pela seleção italiana. Houve mais novidades. O zagueiro Gianluca Mancini ganhou uma chance, mas como lateral direito, formando uma linha defensiva com Leonardo Bonucci, Alessandro Romagnoli e Leonardo Spinazzola.

No meio-campo, Jorginho esteve ao lado de Marco Verratti e Stefano Sensi. Foi, aliás, de Sensi o primeiro gol do jogo, aos 17 minutos de partida. Foi em uma grande jogada de linha de fundo de Spinazzola, que cruzou para a área e encontrou Sensi bem posicionado para marcar 1 a 0. Aos 31 minutos, Verrati ampliou depois de uma jogada de troca de pases nas imediações da área que acabou em um chute colocado no canto.

Ainda no primeiro tempo, em um pênalti, Quagliarella cobrou no meio do gol e marcou 3 a 0 no placar. Com isso, ele se tornou o jogador mais velho a marcar com a camisa da Itália, superando Christian Panucci, que jogou pela Azzurra entre 1994 e 2008 e marcou pela última vez quando tinha quase um ano menos que o atacante. Antes do fim do primeiro tempo, nos acréscimos, Quagliarella teve a chance de marcar novamente de pênalti, desta vez cobrando forte no canto.

Aos 24 minutos do segundo tempo, Kean marcou na pequena área, depois de cruzamentos seguidos de um lado para o outro. Foi o segundo gol do jovem atacante, de 18 anos, em dois jogos pela Itália. O jogador da Juventus tem ganhado minutos no time de Turim e chamou a atenção do técnico Roberto Mancini. Por fim, o atacante Pavoletti, que entrou no segundo tempo no lugar de Quagliarella, completou um cruzamento de cabeça para ampliar o placar para 6 a 0, fechando a conta no Enio Tardini.

A Itália de Mancini dá bons sinais iniciais nestas Eliminatórias da Eurocopa, em um grupo na qual é franca favorita a dominar. Os italianos chegaram a seis pontos, com a Grécia em segunda com quatro pontos, assim como a Bósnia. A Finlândia tem três pontos, enquanto Armênia e Liechtenstein ainda não marcaram qualquer ponto. A Itália volta a campo pelas Eliminatórias da Euro no dia 8 de junho, diante da Grécia, em Atenas.