O presidente russo Vladimir Putin defendeu nesta quarta-feira a idéia de restringir a presença de jogadores estrangeiros no país. Em entrevista a uma rádio local, ele afirmou que ao presença de um grande número de atletas de outros países “prejudica o desenvolvimento” do futebol local.

“O problema está na excessiva presença de jogadores estrangeiros em nossos times. Na minha opinião, é preciso limitar o número deles porque, ao montar a seleção nacional, não há entre quem escolher”, disse Putin.

Na Rússia, tornou-se comum ver nos clubes jogadores vindos de diversas ex-repúblicas soviéticas como Ucrânia, Bielorrússia e Lituânia. Há também um bom número de brasileiros nas equipes locais.

Em sua análise sobre a seleção russa, o presidente elogiou o trabalho desenvolvido por Guus Hiddink, que assumiu o cargo de treinador depois da Copa. “Ele é um bom técnico, como demonstrou na prática quando trabalhou em diferentes países do mundo”.