O PSG tomar três gols jogando no Parque dos Príncipes não é algo comum. Tanto que isso não acontecia desde 2011, quando o grupo catariano comprou o clube. Diante de um Monaco que não desistiu, parisienses e monegascos protagonizaram uma partida maluca, cheia de chances e gols, que terminou em um empolgante 3 a 3. Neymar foi o grande nome do jogo, participando de todos os gols do seu time. Os visitantes, comandados pelo recém-chegado técnico espanhol Robert Moreno, causou muitos problemas ao líder do Francês.

O primeiro gol do jogo veio no início da peleja. Um belo passe de Marco Verratti deixou Neymar na cara do gol e o camisa 10 teve tranquilidade e precisão para finalizar de pé esquerdo e marcar 1 a 0. Com três minutos de jogo, os mandantes já estavam à frente no placar.

O empate veio rapidamente. Fàbregas, na entrada da área, tocou para Wissam Ben Yedder, que dividiu com o goleiro e a bola sobrou para Gelson Martins completar para o gol vazio. Os jogadores do PSG reclamaram do lance, que foi revistado pelo VAR e confirmado: 1 a 1 no placar, aos sete minutos.

Os monegascos comemoraram de novo logo depois. Em um ataque muito rápido, Keita Baldé recebeu, tocou para Ben Yedder e o atacante fez a finta de corpo, bonito, para finalizar cruzado e marcar 2 a 1, aos 13 minutos.

O PSG empatou em um lance bastante exótico. Neymar recebeu dentro área, fez a finta e tocou buscando o canto. A bola desviou em Fodé Ballo-Touré e entrou, no cantinho: 2 a 2. O gol foi dado como contra. Logo depois, Neymar fez um lançamento lindo para Kylian Mbappé dentro da área, mas o camisa 7 não conseguiu dominar. Seria uma grande chance.

No final do primeiro tempo, aos 39 minutos, Mbappé pedalou para cima de Gelson Martins, que o derrubou dentro da área. Pênalti marcado e convertido por Neymar: nova virada, 3 a 2 para o PSG. Foi o placar do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o PSG pareceu voltar devagar. Perdeu chances, como Neymar, ao finalizar dentro da área com toda liberdade e mandar para fora. Faltava eficiência para o time da casa aproveitar a sua posse de bola e transformar em gols. Os visitantes aproveitaram. Moreno tirou Fàbregas de campo e colocou Islam Slimani. Tornou o time mais ofensivo, abrindo Keita Baldé e deixando dois centroavantes à frente. Rapidamente deu certo.

O Monaco conseguiu o empate com Slimani, depois de uma linda jogada de Gelson Martins, que driblou e chutou. No meio do caminho, o zagueiro Marquinhos se colocou para desviar a bola, conseguiu o toque, mas caiu no pé de Slimani. Ele dominou e marcou o gol. Inicialmente, o lance foi dado como impedimento. Só que após a revisão do VAR, foi considerado que o toque de Marquinhos, que tentou o desviou na bola e acabou deixando a bola nos pés do atacante argelino, invalidaria o impedimento, porque o brasileiro quis tocar na bola, não foi apenas um desvio acidental.

Com o jogo empatado aos 25 minutos, havia a expectativa de qual seria a próxima mexida em campo. Os dois times tinham mostrado capacidade de agredir o adversário e aproveitar os espaços. Talvez até por isso, os dois times também passaram a tomar um pouco mais de precauções. Apesar disso, o cansaço começou a aparecer e os espaços também.

O jogo ficou perigoso. O PSG tentava o ataque, pressionava, mas tomava contra-ataques perigosos. O jogo foi ficando mais aberto, mas ninguém conseguia aproveitar. Nos acréscimos, Neymar, como um autêntico camisa 10, fez um lindo passe para Mbappé, por cima da zaga. O camisa 7 teve a chance da finalização de primeira, pelo alto, mas pegou mal na bola e mandou para fora. Nada feito. No lance seguinte, Edinson Cavani recebeu um cruzamento já dentro da área e cabeceou, mesmo longe do gol. Levou algum perigo, mas o goleiro Benjamin Lecomte defendeu.

Não havia tempo para mais nada. O jogo ficou mesmo em um empate por 3 a 3, em um jogo bastante movimentado. Se o PSG segue como o time a ser batido na Ligue 1, ao menos o Monaco deu algum sinal de vida no jogo do Parque dos Príncipes e, quem sabe, pode começar a mostrar mais futebol daqui em diante.

Classificações Sofascore Resultados