Os jogadores do Liverpool decidiram se manifestar em protesto contra a morte de George Floyd e em apoio ao movimento “Black Lives Matter”.  Os 29 membros do elenco dos Reds posaram para uma foto no treinamento desta segunda-feira repetindo o gesto de ajoelhar, consagrado por Colin Kaepernick no futebol americano.

Vários jogadores do clube se manifestaram nas redes sociais sobre o assunto, como Trent-Alexander Arnold, Jordan Henderson, James Milner, Virgil van Dijk, Gini Wijnaldum, Adrian, Andy Lonergan e Dejan Lovren. O perfil oficial do clube deu RT nos jogadores, além dele mesmo colocar a foto. Jogadores e clube colocaram a mensagem “Unity is strength”, algo como “A união faz a força”.

A própria cidade de Liverpool teve protestos por causa da morte de George Floyd, que se tornou um grito contra a violência policial com negros, na St George’s Hall, igreja no centro da cidade. Reforçou o movimento “Black Lives Matter”, que já existia há quatro anos, quando Kaepernick ajoelhou várias vezes em jogos da NFL. O gesto foi repetido por outras personalidades do esporte, como a jogadora Megan Rapinoe, além de ter sido abraçada por jogadores como LeBron James.

O prefeito de Liverpool, Joe Anderson, disse que a cidade irá se colocar a favor dos protestos com manifestações simbólicas. “Nossa cidade sempre defendeu a justiça, então nós estaremos com vocês, Minneapolis, durante esses dias difíceis. Nós iremos iluminar os nossos prédios de roxo na terça para lembrar de George Floyd e mostrar às comunidades, em todos os lugares, a justiça deve ser vista”, disse Anderson.