Protesto do Bom Senso: braços cruzados aguardando a renúncia definitiva de Del Nero

Jogadores cruzaram os braços para pedir a renúncia de Del Nero, em protesto organizado pelo Bom Senso FC

Depois de uma semana conturbada com o anúncio que Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira foram indiciados pela justiça americana por diversos crimes, entre eles recebimento de propinas e subornos, os jogadores se manifestaram na última rodada do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, quando os árbitros apitaram o início dos jogos, as bolas ficaram paradas e os jogadores cruzaram os braços. Uma manifestação organizada pelo Bom Senso Futebol Clube contra o atual comando da CBF.

LEIA TAMBÉM: [Exclusivo] Alex: “É a hora de tomar a CBF de assalto”

Não faltam bons motivos para os jogadores se manifestarem contra a gestão que a CBF faz do futebol brasileiro. E com o indiciamento de Del Nero, os motivos se empilham. É sempre positivo que os jogadores se manifestem contra algo que considerem injusto.

A CBF não parece preocupada com o que acontece dentro dos campos, tanto que Del Nero sequer viaja nos jogos da Seleção Brasileira. Aliás, mais do que isso: Del Nero não esteve na entrega da taça do Campeonato Brasileiro, nem mesmo da Copa do Brasil, duas competições das quais a CBF é organizadora. Parece ter medo de ser vaiado. Suas aparições públicas se tornaram algo raro.

O dirigente não deixa o Brasil, o que parece um medo de que aconteça com ele o mesmo que outros dirigentes, como Juan Ángel Napout, o atual presidente da Conmebol, preso nesta semana em Zurique, na Suíça. O Brasil não extradita seus cidadãos, então, Del Nero sequer arrisca deixar o país.

Aparentemente, os jogadores querem mudanças. E deixaram isso bem claro neste domingo.

LEIA MAIS:
– Estes são os esquemas de corrupção pelos quais Del Nero e Teixeira estão sendo acusados
– Manobra de Del Nero para escolher sucessor expõe a falta de democracia da CBF
– Procuradora-geral dos EUA alerta os dirigentes corruptos: “Vocês não vão escapar”