Em pronunciamento na Assembleia Nacional, o primeiro-ministro da França, Édouard Philippe, anunciou nesta terça-feira (28) os próximos passos no plano de desconfinamento progressivo do país em meio à pandemia do novo Coronavírus. O esporte foi um dos temas citados, e Philippe declarou: a temporada 2019/20 do futebol francês não será retomada. Ligue 1 e Ligue 2 só irão retornar para a campanha 2020/21, a partir de setembro, no cenário mais otimista.

As últimas semanas foram cheias de discussão e posições diversas sobre o andamento da atual temporada do futebol francês. Enquanto alguns dirigentes defendiam a definição dos torneios em campo, outros apontavam ser um absurdo pensar em futebol em um momento como esse. Por fim, o governo francês decidiu: grandes eventos esportivos e culturais, como festivais, não acontecerão antes de setembro de 2020.

Segundo alguns dos principais jornais franceses, como L’Équipe e Le Monde, uma reunião da assembleia geral da Liga de Futebol Profissional no mês de maio deverá decidir a classificação.

Será o PSG coroado campeão? E quais os critérios para classificação às competições europeias? Teremos acesso e rebaixamento na Ligue 1 e na Ligue 2? Todas essas perguntas seguirão em aberto até este encontro entre a liga e os representantes dos clubes, e qualquer informação antes disso não deverá ser oficial.

Desde que o futebol foi paralisado na França, a Liga de Futebol Profissional vinha trabalhando para retomar a temporada, visando a um reinício em 17 de junho. Os jogadores, no entanto, representados pelo sindicato nacional da classe, foram sempre contrários ao retorno por não sentirem segurança suficiente.